Opinião, por Márcia Noleto (psicóloga — terapia do luto): “Meus pacientes chegavam sempre, dando-me um abraço”

Atendia em uma clínica em Botafogo, quando a pandemia surgiu. Meus pacientes chegavam sempre, dando-me um abraço. Nessa saudação, tinham muitos pedidos de ajuda. Era um gesto pleno de afeto que vinha acompanhado de um olhar que me penetrava. Nesses momentos, sabíamos que estávamos dizendo um para o outro que a jornada terapêutica — que exige…

Kassio Nunes Marques: a incidência de currículos turbinados no Brasil não é pouca

Sobre o indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para o STF, o desembargador Kassio Nunes Marques trazer inconsistências em seu currículo, como aconteceu recentemente com o professor Carlos Alberto Decotelli, escolhido para Ministro da Educação, não é incomum: 75% dos currículos enviados às empresas em 2018 no Brasil continham informações falsas, segundo a DNA Outplacement com pesquisa em 6 mil documentos. Que…

O solo “Tudo que Brilha no Escuro”, de Julia Lund e Luiz Felipe Reis, terá mais duas apresentações no sábado e domingo (10 e 11/10), às 20h, pelo YouTube da Polifônica Cia. Ingressos pelo Sympla.

Pandemia no Natal: a criatividade nas máscaras

Criatividade é um substantivo que não conhece limites — tanto os aceitáveis quanto o contrário. Como a Covid-19 vai estar entre nós por muito tempo — nesta terça (06/10), a OMS disse que há a esperança de uma vacina até o fim do ano —, os comerciantes já estão a toda na produção das máscaras de… Natal.…

Na segunda (12/10) de feriado, a tradicional da roda do Moacyr Luz e Samba do Trabalhador faz a terceira live do grupo, com transmissão do Renascença Clube, às 17h, ainda sem a presença de público, no YouTube (http://bit.do/ LiveMoacyrLuzeSDT).

A primeira sessão do Cinefesta, dentro do projeto #FundiçãoMulticultural2020, vai acontecer nessa quinta (08/10), às 20h, pelo Youtube da Fundição Progresso, com sessão de “Será que o tempo realmente passa?”, filme sobre a Intrépida Trupe, da TV Zero. Em seguida, debate com o diretor Roberto Berliner e Vanda Jacques e Beth Martins, da Intrépida. 

Opinião, por Paulo Betti (ator): “Descobri que os câmeras eram como se fossem os médicos, enfermeiros, que estão na linha de frente nos hospitais” 

Neste momento gravíssimo da Covid-19, foi  emocionante  fazer a peça “Autobiografia Autorizada”,  virtualmente, com a  bilheteria para os profissionais da cultura, que estão sem renda durante a pandemia. O espetáculo é um monólogo, e os cenários com projeções rendem bem. Chorei diversas vezes, atrapalhando a interpretação. E, quando terminou a sessão, ao vivo do teatro —…