03/04/2018 - 17:00

Lucia Murat: pré-estreia de “Praça Paris” seguido de debate

lucia-murat-b

Lucia Murat: cineasta faz pré-estreia de “Praça Paris” com debate sobre violência contra a mulher /Foto: Reprodução

A cineasta carioca Lucia Murat vai fazer a pré-estreia de “Praça Paris” na Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio (SBPRJ), no Humaitá, nesta sexta-feira (06/04). O longa, que ganhou os prêmios de melhor direção e melhor atriz (para Grace Passô) no Festival do Rio 2017, aborda um tema atualíssimo: a violência contra a mulher. Ao fim da apresentação, debate com a cineasta e o psicanalista Luiz Fernando Gallego e vice-presidente da Associação de Críticos de Cinema do Rio. Na trama trata do conflito cultural entre uma psicanalista branca, portuguesa, que vem ao Brasil para pesquisar sobre violência, e sua paciente, uma mulher negra, com um pai abusivo, um irmão traficante e um histórico de agressões sofridas ao longo da vida. “É uma vivência que, infelizmente, eu tenho. Fui presa política e torturada, então a questão da paranoia e do medo é algo que conheço. Num momento como esse, o Rio deixa seus moradores totalmente paranoicos com tanta violência”, diz Murat, que tem 30 anos dedicados ao cinema e 13 longas no currículo, entre produções como “Em três atos” e “Uma longa viagem”.


Enviado por: Redação
03/04/2018 - 16:00

“Corrida Insana”: inscrições estão abertas para os cariocas

corrida-insana-a

Corrida Insana: a prova terá cinco quilômetros e vários obstáculos infláveis para os 70 mil competidores amadores /Foto: Divulgação

Depois do sucesso no ano passado, a “Corrida Insana” – no sentido literal da expressão – volta ao Rio no dia 8 de abril, no Riocentro, com mais de 70 mil participantes nas 15 etapas. Entre as novidades do circuito, dois novos obstáculos gigantes infláveis importados especialmente para o evento: o “Ball Maze”, uma estrutura que obriga os corredores a se espremerem entre bolas gigantes em uma travessia com piso cheio de lombadas e ondulações; e o “Tangled Up”, uma espécie de labirinto com obstáculos enormes. Serão 12 desafios para os corredores em cinco quilômetros (ano passado eram 10 e a corrida aconteceu no Sambódromo).

Todos devem ter no mínimo 1,05m de altura e não existe restrição de idade. O melhor: não há cronometragem, nem obrigatoriedade de ultrapassar todos os obstáculos do percurso. Ou seja, diversão garantida para toda a família e muitas risadas – também entre os objetos infláveis, um escorregador gigante, o “slingshot” (ou estilingue), com o desafio de subir até o topo com a ajuda de uma corda e escorregar, e o “Crash course”, uma verdadeira montanha russa cheia de altos e baixos. As inscrições estão abertas no site oficial do evento.


Enviado por: Redação
03/04/2018 - 15:00

Paulo Ricardo: show em manifestação na Paulista

Paulo Ricardo: show-protesto na Av. Paulista nesta terça-feira (03/04) /Foto: Divulgação

Paulo Ricardo: show-protesto contra Lula na Av. Paulista nesta terça-feira (03/04) /Foto: Divulgação

Paulo Ricardo se uniu à Associação Brasil NasRuas e vai fazer um show-protesto em cima de um caminhão nesta terça-feira (03/04), na Av. Paulista com a Peixoto Gomide, a partir das 18h. O movimento é um dos mais de cem espalhados pelo Brasil – e também no exterior – criado por ativistas antiLula do Movimento Brasil Livre (MBL), do Vem pra Rua (VPR) e outros, em defesa da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um dia antes de a Corte analisar o mérito do habeas corpus em defesa do líder petista. Inclusive, o NasRuas criou uma vaquina virtual para ajudar nos custos da manifestação, como o aluguel de caminhão, faixas, bandeiras e camisetas. Da meta de R$ 15 mil já foram arrecadados R$ 7.995,00. Também estão marcados protestos a favor de Lula em todo País a partir das 19h e, no dia seguinte (04/04), o movimento Frente Brasil Popular e a CUT marcaram vigília em frente ao STF a partir do meio-dia.


Enviado por: Redação
03/04/2018 - 13:31

O café do Bronze que vale “ouro”

gloria-maria-felipe-bronze-e-mariana-gross_la4a0603

amanda-capucho-e-paula-varejao_la4a0611

maria-pellegrino-fabiola-cabral-marina-brum-e-natalia-medeirosla4a0501

thomaz-troigros-e-felipe-bronze_la4a0453

Na primeira foto, Gloria Maria, Felipe Bronze e Mariana Gross; na segunda, Amanda Capucho e Paula Varejão; na terceira, Maria Pellegrino, Fabiola Cabral, Marina Brum e Natalia Medeiros; na quarta, Thomaz Troigros e Felipe Bronze / Fotos: Felipe Panfili

Se existe uma bebida unanimidade entre os brasileiros, ela é o café. Pensando nisso, o chef Felipe Bronze entrou para esse mundo “barístico” e acaba de lançar o rótulo Japy, um microlote com variedade rara, da Orfeu Cafés Especiais, nessa segunda-feira (02/04), no restaurante Pipo, em São Conrado. Em vez das taças de champanhe, os convidados apreciavam as xícaras de café; pelo menos, aqueles que não resistem a umas tacinhas (desde que boca-livre) não saíram sem saber o rumo de casa. Foi apresentado de três maneiras: em cápsulas biodegradáveis (transformadas em adubo depois de quatro meses), torrado em grãos ou moído. “Minha bebida predileta é o café e vou levar algumas cápsulas na mala para me energizar para enfrentar a próxima viagem para as gravações do Globo Repórter, para o Sri Lanka, neste domingo (08/04)”, disse Glória Maria.

Bronze não brinca em serviço: o Café Orfeu nasceu em 2005, na Fazenda Sertãozinho, de Roberto Irineu Marinho (presidente das Organizações Globo), na cidade de Botelhos, sul de Minas Gerais – o cafezal existe desde 1995. Desde então, a fazenda ganhou diversos concursos de qualidade Cup of Excellence, da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), e seus lotes sempre foram muito disputados em leilões, inclusive por japoneses. O “casamento” com nomes da gastronomia foi ideia de Amanda Capucho, CEO da marca – Morena Leite, do Santinho, também tem um café para chamar de seu.


Enviado por: Redação
03/04/2018 - 11:45

Seis perguntas para Antonio Tigre (ioga para crianças)

antonio-tigre-ok

Quando qualquer iogue ouve o nome Antônio Tigre, vem à cabeça as maravilhosas aulas de Iyengar Ioga, sempre com salas lotadas por quem conhece e sabe a importância dessa prática na vida de todo mundo – atualmente, ele é professor no Yoga One, na Gávea. É o preferido também por artistas, como Marcelo Serrado e Rodrigo Santoro. De certo tempo pra cá, Antônio se dedica também a ensinar ioga a crianças, o que começou mesmo antes de ser pai de Nina, do casamento com a atriz Juliana Terra, também praticante apaixonada, talvez tanto quanto pelo marido – rsrs. O próximo curso, “Como ensinar ioga para crianças – descobrindo sua criança interior”, será nos dias 7 e 8 de abril (módulo 1) e 5 e 6 de maio (módulo 2), e no dia 14, workshop de Iyengar só para joelhos e pés, no Espaço Rampa. Inscrições e informações: premanadayogas@gmail.com ou (21) 9 8105-2146.

1
Quais as diferenças entre ioga para adultos e para crianças?

A diferença é que ioga para crianças é uma profunda transformação na célula que ainda está em formação. Para adultos, a célula já está completa; então a ioga funciona como um remendo para consertar a estrutura desalinhada. Basicamente, o adulto fica dependente da ioga para manter seu corpo saudável, enquanto a criança pode consertar o corpo em um nível que, talvez no futuro, não precise tanto da prática, e pode trabalhar a meditação, que é o aspecto mais elevado da ioga.

2
Quais suas técnicas para encantá-los?

A criança não se importa com a evolução espiritual ou a saúde do corpo; ela quer é se divertir. Então, através do trabalho lúdico da música, do teatro e contação de histórias, transmitimos os conhecimentos milenares com muita alegria e amor.

3
Em que a ioga pode ajudar no dia a dia para qualquer um?

A ioga é um profundo processo de autoconhecimento e evolução. Nossa sociedade é muito voltada para o trabalho externo e mundano, em que os valores fundamentais são ganhar dinheiro e fazer sucesso. A ioga nos apresenta o caminho para a fonte da felicidade que habita o coração de todo ser humano.

4
Em 2015 você lançou “As aventuras do menino iogue”, algo em comum entre o personagem e você?

”O Menino Iogue” pode ser um alterego para mim, mas se tornou um herói para as crianças. Elas se identificam com ele, diferentemente de todos os heróis que querem destruir seus inimigos, que têm armas superpoderosas e são egocos (autocentrados). O menino iogue, simplesmente, quer encontrar seu mestre, ensinar ioga para os amigos e encontrar a felicidade interior através de uma boa aventura.

5
Você disse certa vez em entrevista ao O Globo que deu aula para atores, executivos e ouvia deles que “estava difícil de se encontrar”. Em contrapartida, dava aula na favela, e lá as pessoas eram felizes soltando pipa. Pode falar disso? Ter ou não ter dinheiro, neste caso, interfere em que?

Os valores da sociedade ocidental foram muito deturpados por influência do capitalismo, que se tornou uma espécie de religião. Ficou estabelecido, cientificamente, que, ao fazer sucesso e ganhar dinheiro, você encontraria sua felicidade. Isso é mentira, pois as pessoas que alcançaram sucesso e dinheiro não estão plenas nem satisfeitas; pelo contrário, estão sempre querendo mais e mais, são um poço sem fundo de desejos. Quando a pessoa encontra a simplicidade da vida, ela enxerga a plenitude de existir apenas com o necessário para viver bem. Quanto mais você tem, mais tem que administrar problemas. Quando você encontra uma vida simples e equilibrada, você tem tempo para cuidar de si, utilizando só as coisas que são necessárias. Você pode encontrar a fonte da felicidade que habita o seu coração e manter o equilíbrio do Planeta e das pessoas ao seu redor. Assim, ficamos todos plenos e satisfeitos.

6
Que transformação a prática da ioga trouxe pra você?

Foi minha salvação. Comecei a praticá-la com 17 anos, em Asharam, Nova York. Lá, eu encontrei uma gurua que despertou o amor que existe no meu coração. Dali em diante, começou a minha jornada do autoconhecimento, que continuo trilhando. Ainda sou um iniciante, mas já sinto grande alegria e vou ensinando para os meus alunos as descobertas a cada dia. A gente vai evoluindo e se aproximando mais da luz divina que habita o nosso coração. Eu tinha um corpo muito rígido, sentia dores nas costas, era muito ansioso e revoltado. A ioga me deu uma luz, um trilho pra descobrir que existia outra forma de viver, com mais alegria e felicidade. A gratidão que eu tenho pela ioga eu retorno para os meus alunos como uma forma de continuar esse ciclo de evolução e transformação do ser humano.


Enviado por: Lu Lacerda
03/04/2018 - 11:11

Acontece entre os dias 5 e 8 de abril, no Studio 512, no Jardim Botânico, o bazar de coleções passadas da Dress To. São mais de 700 peças, com até 70% de desconto. Horários: quinta a sábado, das 10h às 19h; domingo, das 10h às 17h.


Enviado por: Redação
03/04/2018 - 11:08

A Casa Benet Domingo, na Urca, vai inaugurar, neste domingo (08/04), a exposição coletiva “10 anos de arte”. A mostra traz trabalhos de artistas nacionais e internacionais que já passaram pela galeria do local. Dentre eles, Hélio Jesuíno, Rogério Camacho, Pedro Benet, Pilar Domingo, Marina Matina, Marcelo Alram, Kazuo Ilha, Emilio Gonçalves e Nicole Herzog.


Enviado por: Redação
03/04/2018 - 11:07

O filme “Praça Paris”, vencedor dos prêmios de Melhor Direção (Lucia Murat) e Melhor Atriz (Grace Passô) no Festival do Rio 2017, terá pré-estreia na Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ), nesta sexta-feira (06/04), às 19h. A apresentação será seguida de debate com a diretora e com o psicanalista Luiz Fernando Gallego, coordenador do projeto Psicanálise & Cinema.


Enviado por: Redação
03/04/2018 - 11:00

A Galeria Aura, na Vila Madalena, abre, nesta quinta-feira (05/04), a exposição “A Hora Mágica”, da artista Leticia Lopes, com curadoria de Gabriela Motta.


Enviado por: Redação
03/04/2018 - 11:00

Em festa, por Manu Müller: “Muro Verde”

colagem-sem-titulo

O amor pela decoração e pelo design começou cedo; por isso, Manu Müller resolveu expandir horizontes. O escritório de sua mãe, a arquiteta Marcia Müller, que já existe há 30 anos, agora tem um departamento de decoração de festas. Coordenado por ela, esse novo trabalho desenvolve-se paralelamente à empresa. Aqui no site, Manu vai assinar a coluna “Em Festa”, de 15 em 15 dias, dando dicas e ideias sobre o assunto. Nesta semana o tema é “muro verde”. Leia a seguir:

Festa é celebração, e celebrar é agradecer com amigos os bons momentos da vida. Por isso, o mais importante neste momento é estar feliz. Desde a corporativa à particular, a reunião dessas pessoas deve girar em torno da alegria. A produção de um evento também está associada à generosidade em agregar amigos ou parceiros. Um anfitrião pode ter inúmeros motivos para desejar uma festa, e existem inúmeras formas de expor esses motivos.

Festa pode ter conceito e tema. Todas essas preocupações demonstram a vontade em receber da melhor maneira possível. Quando recebemos com alegria, desejamos passar essa ideia a todos que convidamos – esses são os segredos de uma festa de sucesso, alegria e generosidade.

festa-1-1

Muitas pessoas preferem receber em um ambiente neutro, mas elegante. O muro verde é uma opção linda para esse efeito; pode ser feito de murta ou de costela de Adão – uma opção charmosa de trazer a natureza para dentro do ambiente. Um local assim passa essa ideia de elegância e, com certeza, agradável. Mesmo aqueles que acreditam que uma festa precisa apenas de bebida e convidados divertidos vão se surpreender.

Um evento de sucesso precisa de um bom motivo em primeiro lugar; o restante é o cuidado e o carinho de quem convida – passar para seus convidados a sensação de que você pensou em tudo, desde a decoração até o simples detalhe das toalhas do lavabo. Verde combina com o Brasil e com o nosso clima. Se você tem um bom motivo para celebrar e quer fazer uma festa elegante e discreta, invista no muro verde. Festa é muito bom e, se for feita com carinho e alegria, melhor ainda!

tarja-marcia-e-manu-muller-2017


Enviado por: Redação

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline