Lourdes Catão: se existisse tombamento social…

Certamente, o nome de Lourdes Catão seria tombado caso existisse isso, no sentido de importância e preservação social. A socialite e decoradora, alegre e colorida, comemorou 90 anos, e conseguiu reunir toda a família para seu aniversário, nesse fim de semana, no apartamento do Biarritz, no Flamengo. Álvaro Catão, o filho que mora em Boca Ratón, na…

Jogos Cariocas de Verão: gataria na praia da Barra

Começou, neste fim de semana, na praia da Barra, mais uma edição dos Jogos Cariocas de Verão. O evento, que vai até o próximo domingo (19/03), inclui 11 modalidades esportivas e cinco mil atletas profissionais e amadores. Durante o dia, as competições e atividades abertas ao público aconteceram na areia. À noite, show de Tom…

Tem pré-estreia para convidados segunda (13/03), no Estação Gávea, às 21h, o documentário “Barão Vermelho – Por que a gente é assim?”, dirigido por Mini Kerti e produzido pela Conspiração Filmes.

Vera Holtz, Guilherme Leme Garcia e Flávia Pucci dirigem o ator Charles Asevedo no monólogo “O olho de vidro”, com texto de Renata Mizrahi inspirado no livro “O olho de vidro do meu avô”, de Bartolomeu Campos de Queiroz. A comédia dramática estreia quinta-feira (16/03), no Centro Cultural Correios, às 19h.

O espetáculo “Memorial de Amor Inquieto” estreia sábado (25/03), na Casa de Espanha, às 20h30. É uma adaptação do livro homônimo do escritor gaúcho Charlie Rayné, que retrata o universo feminino, dirigido por Júlio Luz e com trilha sonora com canções de Edith Piaf.

Luís Augusto Fischer dá palestra sobre “Literatura brasileira: nova história, novo ensino”, terça-feira (14/03), às 17h30, no ciclo de conferências “Educação e leitura, novos paradigmas?” da Academia Brasileira de Letras.