16/02/2018 - 17:30

Alok: DJ doa cachê do carnaval para ONGs de Salvador

Alok: DJ doa cachê para ONG em Salvador /Foto: Divulgação

Alok: DJ doa cachê para ONG em Salvador /Foto: Divulgação

O DJ Alok doou todo o cachê da apresentação no carnaval de Salvador para projetos sociais, incluindo o “Projeto Axé”, que comemorou 27 anos em 2018, e já ajudou, até hoje, 28 mil crianças em situação de vulnerabilidade social e econômica da região. “Obrigado a Salvador por me receber sempre tão bem! Agora posso dizer que conheço de verdade a energia do Circuito Barra/Ondina. Melhor ainda é ajudar as ONGs. Precisamos ter consciência, sempre, de que nossa felicidade depende da felicidade dos outros, e esse é o caminho. Se cada um fizer um pouco, conseguiremos transformar a vida de muita gente”, diz ele, que tocou para milhares de pessoas em cima de um trio elétrico pela primeira vez. Fundado, em 1990, pelo ítalo-brasileiro Cesare de Florio La Rocca, o “Projeto Axé” atua na área da educação e defesa de direitos de crianças, adolescentes e jovens.

A propósito: o DJ, de 25 anos, foi eleito pela “Forbes” como um dos brasileiros mais influentes abaixo dos 30 anos – ele ganhou dois discos de platina e um de ouro. Foi eleito o melhor DJ do Brasil e um dos 25 melhores do mundo. Já tocou no casamento de Marina Ruy Barbosa com Xandinho Negrão, em outubro passado; no aniversário de Neymar, em Paris, no início do mês; e viaja em seu jatinho para dar conta da agenda. Sobre dinheiro, ele não fala, mas seu nome está na lista dos artistas que ganham entre R$ 20 mil a R$ 100 mil por apresentação.


Enviado por: Redação
07/12/2017 - 17:50

Paola Antonini: modelo comemora clipe com Alok

paola-e-alok-a

Paola Antonini e Alok nos bastidores da gravação do clipe “Big Jet Plane” /Foto: Reprodução Instagram

A modelo Paola Antonini é a protagonista do clipe “Big Jet Plane”, de Alok, o DJ sensação-gato-toda-vida, com lançamento nesta quinta-feira (07/12) no YouTube. “Ele me convidou e não hesitei. Sabia que seria desafiador. São Paulo, Belo Horizonte e Epecuen, na Argentina – demoramos umas oito horas de carro, além das outras muitas de avião. Em pé por 14/16 horas seguidas, mas a sensação foi surreal quando acabamos”, diz a modelo. Paola é um exemplo de superação – a modelo mineira perdeu uma das pernas num acidente de carro em 2014. Depois de ter alta, colocou prótese e passou a compartilhar sua nova rotina nas redes sociais – um sucesso absoluto com 1,8 milhão de seguidores.

Ela foi apontada, inclusive, como uma das musas da Paralimpíada no Rio 2016. “O trabalho ficou sensacional e eu estou muito satisfeito. A participação da Paola foi fundamental e a positividade dela contribuiu bastante com a construção de tudo”, comenta Alok, considerado o 19° melhor DJ do mundo pela revista DJ MAG, principal revista internacional dedicada à música eletrônica. O vídeo foi filmado em São Paulo, Belo Horizonte e Argentina e conta a história de amor entre duas meninas.


Enviado por: Redação