creditos-ao-site-lu-lacerda

Se não fossem anunciadas as viagens de Marcelo Crivella, os cariocas poderiam continuar sem saber, já que ele jamais é visto em qualquer lugar; então, de certa forma, tanto faz em que país está. O prefeito sempre marca ausência em tudo que for do interesse da cidade. De tão sumido, por exemplo, da guerra da Rocinha (em seu primeiro capítulo, começado em 22 de setembro), onde só apareceu no quinto dia, e foi aquele constrangimento, sugerindo um “banho de loja” à favela, alguns acharam ser um sósia. Vai ver, está desavisado e confunde barulho de tiroteio com fogos de artifício. Nesta quinta-feira (12/10), o prefeito embarca para Dubai, nesse passaporte tão carimbado.

Já passou por Jerusalém (Israel), Orlando (Estados Unidos), em dezembro, Joanesburgo (África do Sul), Moscou (Rússia) e Roterdam (Holanda). Segundo sua assessoria, para tentar investimentos para o Rio. É a sexta viagem de Crivella desde a eleição no fim de outubro do ano passado, ou seja, em média, uma a cada dois meses. E se fosse sugerida uma viagem do prefeito à Avenida Brasil (talvez não possa – risco de assalto dia e noite); uma viagem à Floresta da Tijuca (talvez não possa – serve de refúgio para traficantes); uma viagem à Santa Teresa (talvez não possa – bandidos armados vivem à solta). Podemos entender as razões por que o prefeito foge da cidade: o Rio está mesmo muito perigoso!

Share
Enviado por: Lu Lacerda

2 comentários para "Opinião: ausências de Crivella – o Rio está mesmo muito perigoso"

  1. 10/10/2017 - 17:30 Enviado por: Matteo

    Perigoso nada
    O rio sempre foi do jeito que está.
    Só agora estão dando uma pequena audiência para a violência já plantada a mais de 30 anos.

    Se realmente a violência atormenta a população, ela já teria se revoltado com a falta de atenção do poder público. A própria populacao, vive com naturalidade na presença dos traficantes. E a polícia ? Ahhh a polícia leva o famoso “arrego”.
    Não é novidade pra ninguém.

    E não é do Curvello que temos que esperar alguma coisa.
    (Mini desabafo)

  2. 10/10/2017 - 21:04 Enviado por: Régis

    Deveria haver um modo de se verificar se estas viagens caras, pagas por nós, contribuintes, realmente retornam em investimentos para a cidade á medio ou longo prazo ou só é para turismo mesmo dos políticos tão deslumbrados com as cidades ricas do estrangeiro.

Deixe um comentário