Fotos: Paula Johas e Cristina Lacerda; Fabrizia Granatieri e Lu Lacerda

Régis Fichtner, Georges Sadala e Fernando Cavendish: nomes ligados diretamente a Sérgio Cabral, muito melhor instalados do que o chefe /Fotos: Arquivo site Lu Lacerda

Eis os endereços dos dois últimos nomes ligados diretamente a Sérgio Cabral, presos nesta quinta-feira (23/11), na Operação “C’est Fini”: o ex-secretário da Casa Civil Régis Fichtner e o empresário Georges Sadala. O primeiro mora no Golden Green, cujos apartamentos podem chegar a quase 1.000 m², com heliporto no condomínio etc; o segundo mora no Cap Ferrat, na Vieira Souto, 560 m², um dos prédios mais caros do Rio (atualmente tem imóveis encalhados ali, à venda por R$ 60 milhões). Outro exemplo é Fernando Cavendish, muito bem instalado num prédio na Delfim Moreira, cujo metro quadrado custa pelo menos R$ 50 mil (apesar de esse detalhe quase nunca ser levado em conta naquela área). Diante disso, pode-se concluir que, entre todos, o chefe máximo, Sérgio Cabral era quem morava de maneira mais modesta, digamos assim: apartamento de 400 m², na Rua Aristides Espínola, no Leblon. Que pobreza, Cabral!

Share
Enviado por: Lu Lacerda

Os comentários estão fechados.