Foto de:

L, O Musical” teve pré-estreia no Teatro I do CCBB nessa quarta-feira (15/11). “O espetáculo é um musical-manifesto feminino, feminista, que comemora, sem preconceitos, o amor entre mulheres”, diz o texto. Na plateia, não foi diferente. Recém-casadas, Sandra de Sá e Simone Floresta fizeram questão de conferir o ‘manifesto’. Dias antes, Simone postou em suas redes sociais: “Vida maravilhosa. Casei galera! Fizemos uma celebração maravilhosa e não pude chamar a todos que amo. Fico muito feliz por ter compartilhado os breves segundinhos de alegria divina. Muito amor pra geral”.

Em cena, dez artistas, entre atrizes e cantoras, apresentaram 22 músicas e texto montados de pesquisas e referências a cantoras publicamente lésbicas, bissexuais, ou que promovem uma identificação com esse público – no repertório, Simone, Adriana Calcanhotto, Márcia Castro, Ellen Oléria, Mart’nália, Isabela Taviani, Maria Gadu, Lecy Brandão, Sandra de , Angela Ro Ro, Marina Lima e Maria Bethânia. “Fiz uma pesquisa espontânea em comunidades virtuais de lésbicas, que me passaram listas de músicas que embalavam seus amores, encontros e desencontros”, diz Sérgio Maggio, que assina o roteiro musical ao lado de Ellen Oléria e com supervisão de Luís Filipe de Lima. Ellen e Elisa Lucinda são as protagonistas . “Os próprios corpos de Elisa e Ellen no palco trazem em si um poderoso discurso político mobilizador. Esse ‘pretagonismo’, como batizou Elisa, abala o racismo estrutural, que naturalizou a não presença de atrizes negras no centro do palco em personagens vitais à trama”, diz Sérgio Maggio, diretor do projeto. O musical fica em cartaz até 17 de dezembro. Veja fotos na Galeria.

Share
Enviado por: Redação

Os comentários estão fechados.