Homem enfarta a poucos metros de onde Tintim Mascarenhas morreu no Baixo Gávea, no dia 17 do mês passado / Fotos: Lu Lacerda

Um homem surge caído no chão de repente, por volta das 15h30 desta sexta-feira (01/08), a quatro ou cinco metros de onde Tintim Mascarenhas morreu no Baixo Gávea, no dia 17 do mês passado. Em poucos minutos, junta uma multidão ao redor, com alguns em pânico, achando ter sido outro assassinato. Apenas uma coincidência, mas os moradores andam de luto e ainda muito temerosos.

O Corpo de Bombeiros chegou em 10 ou 15 minutos, por ser vizinho do local. Nada adiantou, a ambulância da mesma corporação demorou mais ou menos meia hora, segundo moradores. Eis que, uma médica que almoçava no Braseiro da Gávea, começou a bombear o coração do homem, vítima de um enfarte, mas ele não resistiu e acabou morrendo. A polícia apareceu na mesma hora – desde a morte de Tintim, tem carros da PM fixos na praça. Vamos benzer a Gávea?

Share
Enviado por: Lu Lacerda

10 comentários para "Homem enfarta no local da morte de Tintim"

  1. 01/08/2014 - 17:20 Enviado por: Ronaldo

    O fato da Sra. Mascarenhas ter sido morta no local, vira o olhar da classe média alta e ate da dominante na sociedade carioca para algo que insistiam em não ver, a saber: A vagabundagem carioca não está livrando a cara de ninguém e o projétil que mata o pobre é do mesmo calibre que mata o rico. A omissão das camadas superiores da pirâmide social no Rio de Janeiro em não usar sua influência e grana para pressionar políticos incompetentes a trabalhar sério pelo mandato que lhe foi concedido pela população tem agravado ano a ano os índices de insegurança na cidade e ficar trocando simpatias com quem governa mal só piora o quadro.

  2. 01/08/2014 - 20:38 Enviado por: jorge antonio olimpio

    Apenas coincidência.

  3. 01/08/2014 - 21:57 Enviado por: mario

    Todos os detentos do sistema prisional nacional deveriam fazer cursos de agricultor,cozinheiro,alfaiate,marcinaria entre outros.E ,obviamente executar estes cursos nas penitenciarias! Tudo o que produzissem iria para consumo próprio,escolas e hospitais de cada estado de onde está localizada a prisão. É o mínimo que cada detento tem que fazer,para não só tirar o ônus caro e ineficaz do governo,como também tentar ensinar uma profissão a população carcerária que,além de não contribuir em nada de útil,só piora a cada dia a criminalidade do país.

  4. 01/08/2014 - 22:08 Enviado por: Gordicho

    O Rio de Janeiro não tem mais jeito, é caso perdido!

  5. 01/08/2014 - 22:56 Enviado por: jorge albuquerque

    concordo com vc em tudo, ronaldo, só qdo a desgraça vem de cima para baixo, que eles começam a se incomodarem

  6. 01/08/2014 - 23:30 Enviado por: umbelina Maria da Cunha Lustosa

    O RIO DE JANEIRO EM TERMOS DE SEGURANÇA CHEGOU AO MÁXIMO. OS MORADORES DO CASTELO, EM ESPECIAL ESQUINA DE AVENIDA BEIRA MAR COM PRESIDENTE ANTONIO CARLOS, ONDE MORAM MÉDICOS, ESCRITORES, ADVOGADOS, PROFESSORES, TRABALHADORES EM GERAL, NÃO PODEM SAIR DE CASA À NOITINHA, DIANTE DE ATAQUES DOS MARGINAIS EM GRUPO DE TREZE, FORMADOS POR CRIANÇAS NA FAIXA DE 09, 10, 12 ANOS; MAIS OU MENOS CINCO MULHERES, ADOLESCENTES E HOMENS COM MAIS DE 30 ANOS, QUE USAM SEXUALMENTE AQUELAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES. OS MORADORES ESTÃO APRISIONADOS. OS MARGINAIS AMEAÇAM POLICIAIS, GUARDAS DE TRÂNSITO, MORADORES, E FAZEM FILA PARA TRANSAR COM UMA DAS GAROTAS. A GRANDE MAIORIA PORTA GARRAFAS DE ÁGUA MINERAL COM CONTEÚDO BRANCO, LEVAM AO NARIZ CONSTANTEMENTE, JOGAM PEDRAS NAS PESSOAS, PORTAM ARMA BRANCA E ARMA DE FOGO. – CONSTAM INÚMEROS BOLETINS DE OCORRÊNCIA ATRAVÉS DO 190, E DE NADA ADIANTA. É LAMENTÁVEL!

  7. 02/08/2014 - 00:06 Enviado por: NOGUEIRA

    E agora começa os canalhas na televisão enchendo o saco…

  8. 02/08/2014 - 01:41 Enviado por: carmen c.perine

    É. meus amigos, se pensarmos, que o Rio não tem mais jeito, então temos que fechar o Brasil todo para balanço, pois a violência está em toda parte de nosso território…já pensaram em São Paulo? já pensaram no nordeste!!!temos que e em vez de reclamarmos é cobrar,… em primeiro lugar,acima de todas as políticas públicas, a segurança deve estar sempre em primeiríssimo lugar, acima mesmo da educação, que realmente é algo muito preocupante em nossa terra,mas se não houver uma política muito séria,de segurança pública nada vai adiantar,pois estaremos muito educados mas quiçá mortos,a vida é um bem muito precioso, para deixá-la, escapar,pelo simples fato de termos políticos sem o menor interesse pelo seu mandato e pelo seu povo,e nada fazem pelo povo que os elegeram,vamos gritar vamos exigir, e sem pessimismo,vamos chegar a resoluções,iguais a Nova York, tolerância “Zero”…chegaremos lá,,,carmen

  9. 02/08/2014 - 06:25 Enviado por: Hailton S. J. Nem

    De acordo com a mensagem acima, vejo que alguém nesse Brasil pensa do jeitinho que eu penso! Se os “apenados” brasileiros tivessem uma ocupação nos presídios durante o pagamento de suas penas, sem dúvidas as penitenciárias não estariam tão lotadas e bastante frequentadas. Todo DETENTO, deveria ter uma ocupação durante seu período de pena que fosse possível custear suas despesas e seus gastos e de sua família, e não o Estado.
    Se a cadeia no Brasil fosse algo sério, sem duvidas a vida de um brasileiro custaria muito mais…

  10. 03/08/2014 - 12:53 Enviado por: denise

    Perfeito Ronaldo!!!!!