Foto de:

O momento de glória da entrega do título de Cidadão Carioca a Geraldo Carneiro (carioca nascido em Belo Horizonte), nessa terça-feira (17/10), foi o discurso do intelectual precoce Vinicius Carneiro, de 6 anos, filho de Geraldinho com a poeta Ana Paula Pedro. “Eu gostei muito daqui. Obrigado”, foi tudo que ele disse, mas ganhou todo mundo, mostrando zero timidez perante a plateia, ou seja, uma cópia do pai. E o melhor: cantou o Hino Nacional como um verdadeiro patriota (o que não existe mais neste país de corruptores e corrompidos). Quanto a Geraldo, agora tratado por “pai do Vinicius”, veio para o Rio ainda pequeno acompanhando o pai, então secretário do presidente Juscelino Kubistchek e virou um autêntico carioca – mas sem chapéu de panamá? Como assim? Ganhou um da amiga Denise Bandeira – e parece ter nascido com ele na cabeça.

Durante a cerimônia, na Câmara Municipal, teve o documentário “Não há poesia sem asas ao vento”, sobre a vida de Geraldo, dirigido pela por sua mulher, Ana Paula Pedro, com depoimentos de João Ubaldo Ribeiro, Millôr Fernandes, Francis Hime, Ferreira Gullar e muita gente “dessa laia”. Foi uma noite dominada pela mineirada: a ideia do título foi do vereador Reimont (de Conceição do Mato Dentro, mesma origem da família do homenageado) e a festa, oferecida por Catito Peres (de Leopoldina) no Fiorentina, no Leme. Veja fotos na Galeria.

Share
Enviado por: Redação

Os comentários estão fechados.