colagem-sem-titulo

Atualmente, vivemos em um mundo resumido, usando símbolos que representam, no mínimo, cinco palavras e alguns pontos de exclamação. Tentamos expor sentimentos através de fotos ou desenhos, mas nada se compara ao velho e tradicional texto com ponto, vírgula, exclamação e interrogação.

Ao ler e escrever, determinamos uma linha de pensamento própria e inconfundível. O mesmo ocorre na imagem – por mais que existam milhares de aplicativos de armazenamento, nada se compara à imagem que você registrou em fotos ou na memória. Por isso, eu e muitos apostamos sempre no livro. Insubstituível, ele pode até virar virtual, mas será o último dos hábitos antiquados a serem substituídos no mundo do futuro.

No futuro, teremos mudanças significativas nos hábitos atuais. O livro, por exemplo, poderá ser editado em sua forma original, porém menos agressiva para a natureza. As folhas poderão ser feitas de outro material sem ser papel; porém, ainda assim, teremos um livro para folhear.

O livro, portanto, ainda vai ter seu lugar no mundo moderno, assim como na casa do futuro. Livros de fotos, de romance, arte, livros de pesquisa, de estudo, enfim, o velho e tradicional livro.
Esses lugares para os livros poderão ser decorativos, deixando tudo mais prático e espontâneo.

colagem-sem-titulo-1

Acredito que, no futuro, a decoração venha a ser substituída pela espontaneidade. Com o tempo, a motivação pessoal de organizar sua casa e ocupá-la com seus hábitos e prazeres substituirá de vez as tendências da moda. Já a arquitetura será sempre fundamental em qualquer época. Até porque vemos hoje, nas estações espaciais, o trabalho do arquiteto em cada detalhe, o que já demonstra a necessidade desse olhar para os próximos passos rumo a novas conquistas no espaço. No entanto, enquanto estamos aqui no nosso amado planeta, continuamos a nos enriquecer, lendo e folheando os fantásticos livros.

Os livros podem ser armazenados das mais diversas maneiras: em estante, a mais tradicional e, de longe, a mais prática de todas, pois vemos imediatamente os títulos e podemos organizá-los por assuntos. Os de arte, grandes, podem ser expostos como quadros em cavaletes ou em planos inclinados, em estantes ou mesa, para serem folheados. Eles podem ser colocados em mesas ou bancos empilhados; apesar de não ser prática, essa forma de colocar os livros é sempre muito simpática. Os livros transmitem essa confortável sensação de casa vivida. Uma casa com livros é, sem duvida, muito mais simpática que uma casa sem livros.

De todos os objetos que você pode ter em casa, o livro é, de longe, o mais barato e o que mais irá transformar o seu ambiente. Uma casa cheia de livros é sempre uma casa muito elegante. Ler é delicioso, nos faz bem e ainda cria na casa um ambiente de puro charme, personalidade e elegância. Invista no livro e, se você não tiver estantes, pode ir colocando-os pelas mesas, em pilhas, ou nos bancos menos usados da casa. O resultado vai ficar supersimpático.

tarja-marcia-e-manu-muller-2017

Share
Enviado por: Redação

Os comentários estão fechados.