natalie-klein-a

“Estou de malas prontas para voltar pro Brasil; claro, com frio na barriga. Resolvi fazer uma pausa sabática na minha vida, depois de 18 anos com a barriga no balcão (literalmente); achei que eu precisava de um tempo. Hoje, a gente recicla tudo (copos, papéis, sacolas…), mas pouca gente se recicla. E essa foi uma das razões para encarar a pausa. Precisava ampliar repertório, aprender temas novos, pessoas diferentes e sair da minha rotina que, às vezes, era massacrante. Precisava também me dedicar a ser mãe em tempo integral. Encaramos – eu, meu marido, Tufi, e nossos dois filhos – dois anos em Nova York, a ilha mais misturada do universo. Pra mim, vários temas familiares não podem ser só discurso que acontece na hora do jantar.

Precisava que meus filhos vivenciassem de verdade a diversidade, ampliassem seus horizontes e saíssem um pouco dessa bolha, em que a gente inevitavelmente vive no Brasil. Foram dois anos de ajuste de bússola. Procurei meu norte verdadeiro (recentemente, li o livro “Finding your true north”, do Bill George). Agora, o desafio é voltar ao meu mundo real, mas sendo uma nova Natalie – dei-me o luxo de usar meu tempo para aprender. Terminei meu OPM em Harvard, fiz cursos de finanças, marketing on line, liderança, e flertei com temas, tais como aromaterapia, acupuntura, yoga, meditação transcendental, alimentação e, por fim, aprendi a cozinhar.

Com 40 anos, todo mundo precisa de uma pausa, senão corre-se o risco de ter crenças e preconceitos errados por toda a vida. Meu avô Samuel já dizia: “O homem inteligente muda de ideias”. Eu fui atrás disso. Volto feliz. Meus filhos experimentaram a verdadeira sensação de pertencimento à aldeia global; entenderam que o mundo tá cheio de gente diferente de nós, mas que, no fundo, somos todos iguais. Eles são a geração que vai mudar o mundo, e minha missão é formá-los para que mudem na direção certa. Estamos prontos pra encarar o Brasil de volta, com todos os problemas que a gente já conhece, mas que ainda continua sendo a nossa terra, onde temos fincadas nossas raízes bem profundas. Afinal, nossa casa é onde nosso coração está.”

Natalie Klein é empresária de moda, dona da NK Store. 

Share
Enviado por: Redação

2 comentários para "De Próprio Punho, por Natalie Klein: “Encarar o Brasil de volta”"

  1. 30/06/2018 - 14:53 Enviado por: Luana

    Os que eu mais gostei até agora foi da Karla BENCHIMOL e esse da NATALIE. Parabéns

  2. 04/07/2018 - 01:33 Enviado por: Joelle

    Querida Natalie,
    Sentiremos a sua falta aqui na Big Apple mas saiba que a gente tem missao a cumprir e como te disse voce tem a sua ai!
    . Aproveito pra inserir “de Proprio Punho esta frase escrita pelo Rav Berg no livro “Becoming like God”
    “ Greatness is not reserved for the great. The great are simply those who have risen to meet their destiny. “
    Aproveite pra plantar ai o que voce colheu aqui!
    Love you
    Joelle