BLOG

24/03/2017 - 15:02

Livreira que canta em 10 idiomas faz show no local de trabalho

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Patrícia Fagundes tem canal no Youtube, com vídeos cantando em vários idiomas / Foto: divulgação

Patrícia Fagundes é formada em Relações Internacionais e está fazendo a faculdade de História online – “reconheço que não tenho muito foco”, brinca – mas sua grande habilidade está em aprender a sonoridade de línguas estrangeiras. A carioca de 26 anos gosta de cantar e tem um repertório em 10 línguas diferentes, como latim, japonês, russo, finlandês, gaélico escocês e maori, idioma dos nativos da Nova Zelândia. Há seis meses trabalhando como livreira na Argumento do Rio Design Barra, armou-se de cara de pau e conseguiu uma oportunidade para fazer seu show, nesta sexta (24/03), às 20h30, acompanhando a si mesma ao piano. Patrícia, que fala inglês e estudou mandarim, tem ainda um canal no Youtube onde mostra seu talento para desenhar – ela é apaixonada por animação japonesa.

Abaixo, Patrícia toca piano e canta em japonês:


Enviado por: Marcia Bahia
24/03/2017 - 13:50

Armando Babaioff traduz, produz e atua na peça ‘Tom na Fazenda’

marieta-severo-e-armando-babaioff

marieta-severo-michel-marc-bouchard-e-rodrigo-portella

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

No alto, Marieta Severo e Armando Babaioff; no centro, Michel Marc Bouchard e Rodrigo Portella; acima, Larissa Bracher e Marcelo H / Fotos: Cristina Lacerda

Estreou, nessa quinta(23/03), no Oi Futuro Flamengo, a primeira peça no Brasil do dramaturgo canadense Michel Marc Bouchard, “Tom na Fazenda” (Tom à la Ferme). Todo o projeto foi do ator e produtor Armando Babaioff, que também se encarregou da tradução e entregou a direção para Rodrigo Portella. Na história, o publicitário Tom vai à fazenda da família do seu companheiro, que acabou de morrer, e descobre que os parentes não sabiam que ele era gay – e nunca tinham ouvido falar no nome do publicitário. O autor veio ao Brasil especialmente para essa estreia e vai participar, também, da mesa-redonda sobre “Afetividade e Sexualidade”, na segunda (27/03), às 18h, no térreo do centro cultural. Além de Babaioff,  Julio Moreira, diretor do Grupo Arco-Íris, e Nélio Georgini, coordenador do CEDS, Conselho Estadual da Diversidade Sexual, são os outros debatedores.


Enviado por: Marcia Bahia
24/03/2017 - 13:13

Cynthia Howlett: cardápio para “japa” e com elogios

Foto de:

O Gurumê, restaurante oriental contemporâneo de São Conrado, que acaba de abrir também em Ipanema, na esquina da Aníbal de Mendonça com Barão da Torre, tem também cardápio novo: da nutricionista Cynthia Howlett. Assídua do restaurante, ela acabou ficando amiga dos chefs Daiti Ieda (sushibar) e Renato Araújo (cozinha quente), com quem conversava muito sobre ingredientes. Dava sugestões e dicas, daí ter sido chamada para fazer o cardápio. Na estreia, todo mundo adorou – e nada daqueles elogios das “falsianes”, de jeito nenhum. Foram sinceros e de quem entende de japas. Tem opção vegetariana e vegana, também! Veja fotos na Galeria!


Enviado por: Lu Lacerda
24/03/2017 - 12:30

“Estranhos.com” em São Paulo: noite de convidados

Foto de:

Na noite dessa quinta-feira (23/03), aconteceu no Teatro Vivo, em São Paulo, a sessão especial do espetáculo ‘Estranhos.com’, com Deborah Evelyn e Johnny Massaro, pelo projeto Vivo EnCena. A peça, dirigida por Emílio de Mello, chega ao Brasil depois do enorme sucesso no Second Stage Theater (circuito off-Broadway) em Nova York.

Com texto da prestigiada autora norte-americana Laura Eason, roteirista da série ‘House Of Cards‘, a montagem narra a história de amor entre dois personagens de mundos distintos. Ele, William, um jovem blogueiro que faz sucesso na internet e ela, professora de literatura e escritora talentosa, contrária ao mundo digital. Uma plateia com nomes ótimos passaram por lá, convidados pelo casal Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho. Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Lu Lacerda
24/03/2017 - 11:31

Sérgio Sister: colecionadores, admiradores e borboleteadores, todos adoraram

Foto de:

Além das Ripas, Pontaletes, Caixas e Tijolinhos, itens importantes na vida de Sérgio Sister (na última década), o artista plástico retoma a pintura tradicional em sua primeira individual na Galeria Nara Roesler, em Ipanema – e a quarta desde que passou a integrar o time de artistas da galeria paulistana, com sede também na cidade carioca, sob a direção de Gabriela Moraes. Inéditos, os 25 trabalhos foram produzidos entre 2015 e este ano, dando sequência à pesquisa contínua de Sérgio sobre cor, luz e monocromos. Sister está adorando expor no Rio. Colecionadores, admiradores, apreciadores e borboleteadores (aqueles que pousam aqui e ali, quase nunca compram nada, mas adoram o assunto) passaram por lá. Todos concordam num ponto: esse mercado, praticamente, não foi atingido pela crise! Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Lu Lacerda
23/03/2017 - 18:27

Rio poderá ter rua exclusivamente gay

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Nélio Giorgini, da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS-Rio), anuncia, nesta sexta, projetos para a população gay, comemorando de véspera  o Dia Nacional do Orgulho LGBTT/ Foto: divulgação

O Rio poderá ter uma rua exclusivamente gay, com o comércio e atividades culturais voltados para o atendimento ao público LGBTT. Quem está propondo à Riotur e a empresas privadas a ideia é Nélio Georgini, coordenador especial da diversidade sexual, que, nesta sexta (24/03), organiza um encontro na Casa de Rui Barbosa, às 10h30, para anunciar esse e outros projetos, comemorando o Dia Nacional do Orgulho LGBTT, que cai no sábado (25 de Março).

Nélio não sabe dizer, ainda, que rua seria essa a ser adotada pela comunidade gay: tudo depende da aceitação da população vizinha e também de um estudo de impacto sobre a economia local. Existe a possibilidade de que esse endereço seja na Zona Portuária. Uma audiência pública será feita e a proposta é, também, de empregar funcionários gays nos serviços.

Em Vancouver, no Canadá, a Davie Street virou atração turística com pontos de ônibus pintados de cor de rosa e bandeirinhas com o arco-íris espalhadas em postes. Ainda no Canadá existe uma outra localidade assim, entre as ruas Church e Wellesley, em Toronto. Em San Francisco, na Califórnia, nos EUA, gays e simpatizantes têm um bairro inteirinho só para eles, o Castro.


Enviado por: Marcia Bahia
23/03/2017 - 17:03

Maria Geyer faz ‘ponta’ em ‘Vamp’- o público também pode fazer

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Maria Geyer nos bastidores de “Vamp, o Musical”, no Teatro Riachuelo Rio, leva uma mordida do ator Ney Latorraca / Foto: Thaís Araújo

A empresária Maria Geyer foi uma das convidadas, nessa quarta (22/03), para a sessão especial de “Vamp, o musical”. Tanto Maria quanto Thaís Araújo, que estava com ela, são amigas de Ney Latorraca, o Conde Vlad do espetáculo. No intervalo para o segundo ato, as duas foram convidadas para subir ao palco e fazer figuração como plateia na cena do circo. Só Maria topou, e se divertiu muito. “Não foi propriamente uma atuação”, brinca Maria, “mas foi legal ver os bastidores, estar no palco e descobrir que não se vê nada da plateia, por causa das luzes”, disse. Quem quiser participar dessa “plateia interativa” também vai poder: é só se inscrever no site www.vampomusical.com.br ou ter a sorte de ser recrutado pela produção no intervalo.

Abaixo, a participação de Maria, curta, mas bem entusiasmada (rs), na peça:


Enviado por: Marcia Bahia
23/03/2017 - 16:25

Vinil de brasileiros: sucesso absoluto em Amsterdã

picmonkey-collage2

No alto, os vinis de Elis Regina com Tom Jobim e Gal Gosta; nesta foto, Maria Bethania e Carnegie Hall / Fotos: divulgação

No alto, os vinis de Elis Regina com Tom Jobim e Gal Gosta; nesta foto, Maria Bethânia e Carnegie Hall: todos na faixa dos 50 euros / Fotos: divulgação

Grandes nomes da música brasileira, como Elis Regina, Tom Jobim, Maria Bethânia e Gal Costa, são atração nas principais lojas em Amsterdã: os discos podem custar perto de R$ 200 reais (50 euros), e os vendedores os colocam com as melhores exposições na loja, porque “sai muito aqui na Europa”. Para fazer uma comparação, 50 euros é quanto custa a entrada na mais famosa casa de pornografia de Amsterdã, a Casa Rosso, no turístico Red Light District. Ou seja, há mais que sexo e drogas em Amsterdã: rock and roll, MPB e Bossa Nova também. Na loja Rush Hour, considerada por DJs e pesquisadores a mais bacana com relação às raridades internacionais, está lotada de cantores brasileiros.


Enviado por: Lu Lacerda
23/03/2017 - 16:00

Caixas às ocultas: clientes protegidas

livia-de-bueno-maria-flor-e-fernanda-rodrigues-7460

priscila-barcelos-e-fernanda-rodrigues-7538

No alto, Lívia de Bueno, Maria Flor e Fernanda Rodrigues; nesta foto, a diretora criativa da marca Priscila Barcelos e a atriz Fernanda Rodrigues / Fotos: Miguel Sá

O projeto da nova loja da Eva, no Rio Design Barra, levou em conta um pedido das clientes: o caixa não fica mais à vista. O pagamento é feito numa saleta, nos fundos da loja. A ideia é que a cliente fique blindada de tudo e de todos, e confortável na hora de passar o cartão de crédito ou assinar o cheque. Muitas se sentiam intimidadas em pedir para parcelar as compras na frente de uma amiga, ou de comprar a loja toda sem ninguém vendo. A loja nova, inaugurada nessa quarta-feira (22/03), está respeitando esses detalhes.


Enviado por: Lu Lacerda
23/03/2017 - 15:12

Claudio Bojunga lança livro sobre Roquette-Pinto, seu avô

claudio-bojunga-e-beatriz-carneiro-8x7a1180

daniel-filho-e-olivia-byington-8x7a1251

marilia-carneiro-e-marina-colasanti-8x7a1037

vera-e-zelito-viana-8x7a1062

No alto, Claudio Bojunga e Beatriz Carneiro; em seguida, Daniel Filho e Olívia Byington; depois, Marília Carneiro e Marina Colassanti; logo abaixo; Vera e Zelito Viana; acima, Miguel Faria Jr. e Walter Carvalho / Fotos: RT Fotografia

No alto, Claudio Bojunga e Beatriz Carneiro; em seguida, Daniel Filho e Olívia Byington; depois, Marília Carneiro e Marina Colasanti; logo abaixo; Vera e Zelito Viana; acima, Miguel Faria Jr. e Walter Carvalho / Fotos: RT Fotografia

Claudio Bojunga lançou nessa quarta (22/03), na Travessa do Shopping Leblon, o livro “Roquette-Pinto – O Corpo a Corpo com o Brasil”, onde fala sobre a história ainda pouco conhecida de seu avô, Edgard Roquette-Pinto, que não foi só o fundador da primeira estação de rádio do país, mas também era professor, médico, ensaísta e poeta. Roquette-Pinto também se dedicou a provar que a miscigenação racial no Brasil não era uma coisa negativa, como a comunidade científica da época acreditava. Na noite do lançamento, Bojunga recebeu muitos convidados ligados ao cinema. É que seu livro “JK – o artista do impossível”, ganhador do prêmio Jabuti, serviu de base para a minissérie “JK”, da Globo, e também para o roteiro de “Bela Noite para Voar”, filme de Zelito Viana sobre Juscelino Kubitschek.


Enviado por: Marcia Bahia
Página 2 de 2.53812345102030Última »