BLOG

17/10/2017 - 15:20

Canal de Neymar no YouTube já tem 500 mil inscritos

"Neymarzinho Responde": o humorista Marcelo Marrom comanda o canal /Foto: Divulgação

“Neymarzinho Responde”: o humorista Marcelo Marrom comanda o canal /Foto: Divulgação

Desde sua inauguração no último dia 12, o canal “Neymarzinho Responde”, no YouTube, já está com quase 500 mil inscritos. Neymar Jr. encontrou uma maneira divertida de responder algumas das milhares de cartas, e-mails e perguntas através das redes sociais que ele recebe diariamente. Como fazer isso pessoalmente seria um feito impossível, ele inventou Neymarzinho, um boneco de pano inspirado no gibi criado por Mauricio de Sousa em 2013.

E para animar os vídeos, o humorista Marcelo Marrom – parceiro de Neymar em vários projetos – assina a produção. “Neymarzinho Responde é um projeto encantador, que a molecada se amarra. Quando eu falo molecada, é porque também temos essa alma de moleque assim como o Neymar. A gente faz o projeto com o maior carinho. É muito legal você dar vida a essa história e responder cartas de todo o mundo”, diz Marrom. Os vídeos têm legenda em inglês para atingir um público maior.


Enviado por: Redação
17/10/2017 - 13:31

Estreia de “Pelé – O nascimento de uma lenda”, mas sem Pelé

Foto de:

A cinebiografia de “Pelé – O nascimento de uma lenda“, teve pré-estréia, nessa segunda-feira (16/10), no Cinemark do Iguatemi São Paulo. O longa, que conta a história do jogador, estava previsto para ser lançado antes da Copa do Mundo de 2014, mas a produção teve problemas e foi adiada muitas vezes. Edson Arantes do Nascimento, o rei Pelé, era o mais esperado da noite, obviamente, e estava confirmado até poucas horas antes de começar o evento. Só no meio da tarde, desmarcou. A filha Flavia Christina e netos o representaram. O filme estreia nos cinemas para o público no próximo dia 26. A noite foi movimentada: ali estavam desde gente de cinema como Bruno Barreto até o médico do ex-atleta, Dr. Eduardo Gomes de Azevedo. Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Redação
17/10/2017 - 12:47

Gretchen vai comandar o Prêmio Multishow pela web

Gretchen: artista será uma das apresentadoras do Prêmio Multishow na web /Foto: Divulgação

Gretchen: artista será uma das apresentadoras do Prêmio Multishow na web /Foto: Divulgação

Gretchen, que atualmente mora em Portugal, chega ao Brasil na tarde desta terça-feira (17/10) para cumprir uma agenda de eventos, entre elas a cobertura ao vivo pelas redes sociais do Prêmio Multishow 2017, na próxima terça-feira (24/10), no Rio. Nos dias 27 e 28, ela vai estar no Teleton como âncora pela web. A eterna musa do rebolado viu sua carreira renascer desde sua participação no clipe de Katy Perry e aproveitou para criar a “Swish Swish Tour“, com apresentações agendadas até fevereiro de 2018.

Em tempo: Fernanda Souza também será uma das apresentadoras e assumirá o canal do Facebook do Multishow com toda sua espontaneidade antes do início da premiação, direto dos bastidores invadindo os camarins para mostrar toda a preparação e intimidade dos indicados. Já no palco, o comando do evento ficará sob os cuidados de Fábio Porchat e Tatá Werneck.


Enviado por: Redação
17/10/2017 - 11:56

Gilberto Gil vai dividir o palco com Moreno Veloso

Festival Bananada: Gil e Moreno Veloso serão atração do evento /Foto: Divulgação

Festival Bananada: Gil e Moreno Veloso serão atração do evento /Foto: Divulgação

Gilberto Gil é a primeira atração confirmada da 20ª edição do Festival Bananada, de Goiânia, entre os dias 7 a 13 de maio de 2018. O show idealizado por Bem Gil comemora os 40 anos do disco “Refavela”, criado por Gil depois de uma visita à África no início de 1977. O álbum se tornou o mais bem sucedido do cantor até ali. Mas Gil não estará sozinho no palco: Moreno Veloso e Maíra Freitas vão participar.


Enviado por: Redação
17/10/2017 - 11:00

Campanha com homens nus: sexismo ou marketing?

Sui Studio: sexismo ou marketing? /Foto: Divulgação

Sui Studio: sexismo ou marketing? /Foto: Divulgação

A Sui Studio, marca de roupas femininas holandesa lançada em agosto, tem dado o que falar nas redes sociais mundo afora. Na divulgação da campanha ‘Not Dressing Men’, de ternos para mulheres, modelos femininas totalmente vestidas ao lado de homens completamente nus. Na descrição da imagem, um recado: “Somos especializados em ternos, mas não vamos vestir nenhum homem”. Ou seja, bastou para o mundo encantado da Internet vir abaixo. Pelos comentários e críticas, dá para perceber que não é só o Brasil que está caminhando para o retrocesso com assuntos como censura em pauta. Seja lá qual foi o propósito, o marketing deu certo.

Desde que o mundo é mundo, as mulheres foram objetivadas, sexualizadas e usadas para vender vários produtos. De perfumes masculinos a hambúrgueres, elas despiam tudo para vender produtos que nem sequer eram destinados a mulheres. Por quê? Como o sexo, a sexualidade e a objetificação dos corpos nus podem vender qualquer coisa.

Embora a objetividade de ambos os sexos seja considerada inaceitável pelas feministas, a grife optou por lutar contra o “olhar masculino” ao celebrar o que pode ser chamado de “olhar feminino” – apenas uma inversão de papeis.

Com reações do mundo todo, muitos criticaram a campanha como sexista enquanto outroa a consideraram uma “ideia genial”.

Sui Studio - campanha polêmica chama atenção nas redes sociais

Kristina Barricelli, a vice-presidente da Sui, não acredita que a discussão tenha uma resposta tão simples. “O problema é na história, não vemos os homens ‘objetificados’ ou em segundo plano. No momento em que você fotografa uma imagem ela se torna um objeto. Nós gostamos de homens nus e tenho certeza de que há muitas mulheres que também gostam”, disse ela ao jornal indiano Hindustan Times.

sui-c

No Instagram da marca, usuários comentaram a polêmica: para algumas mulheres, a campanha chama atenção para a desigualdade de gênero; outras, porém, acreditam que a campanha não trata de uma busca pela igualdade de gênero, mas coloca as mulheres em um papel que se procura combater.

E você, o que acha da campanha?


Enviado por: Redação
16/10/2017 - 20:00

Alta Ajuda, por Anna Sharp: Perdendo tempo

Foto: reprodução do Pinterest

Foto: reprodução do Pinterest

É muito conhecida a caricatura do “homem das cavernas”, de tacape na mão, arrastando pelo chão atrás de si, presa pelos cabelos, a sua mulher finalmente capturada…

Cada vez que vou a um casamento, vejo exatamente o contrário: a mulher vitoriosa, de tacape em punho (disfarçado de buquê de flores), puxando pelo colarinho apertado a sua presa!

Quantas vezes disse e ouvi esta frase: ESTOU PERDENDO O MEU TEMPO! Principalmente de mulheres…

O que isso quer dizer, afinal?

Quando nós, mulheres, começamos uma relação é sempre cheia de esperança de que nos leve ao ALTAR, real ou simbólico. Temos a ideia de AMOR/CASAMENTO introjetada no fundo de nossa alma, embora muitas vezes, conscientemente, não o reconheçamos.

– Mas eu não queria me casar com ele…

MENTIRA! Todas nós queremos nos sentir amadas e PARA SEMPRE.

É possível que, em determinados momentos, a ideia de casamento não seja conveniente por algum motivo, mas, normalmente, é, e muito!

Se, por A ou B, a relação não dá certo, o sentimento de haver perdido tempo se instala em nós, seguido de frustração e da sensação de haver sido USADA.

QUALQUER TIPO DE RELACIONAMENTO ENVOLVE A TROCA DE INTERESSES.

Sejam quais forem as queixas, há um ganho proporcional para estarmos juntos com uma pessoa, mesmo quando nos traz mais sofrimento que alegria; e se é esse o caso, é porque precisamos do sofrimento.

Existem vários motivos que nos levam a buscar o sofrimento numa relação amorosa. Queremos ser vitimizados para nos sentirmos melhor que o outro ou fugir da responsabilidade dos próprios erros por alguma CULPA, consciente ou não, que precisamos equilibrar.

Precisamos nos vingar, provando que o outro é o responsável pela nossa infelicidade.

Muitas vezes, apenas porque papai e mamãe não foram felizes, precisamos recriar essa história. Competir pelo sofrimento…

Estamos numa relação e o fato de ela não terminar em casamento não quer dizer que não tenhamos tido momentos de prazer, tristeza, dor, alegria, enfim, de VIDA.

– Ah! Mas investi tanto de mim nessa relação…

Claro, para nos sentirmos vivos, temos que investir nosso SER inteiro naquilo que estamos fazendo ou sentindo; do contrário, estamos atuando mecanicamente – quando é assim, nem a memória permanece em nós.

Temos, até os dias de hoje, a ideia de que somos usadas pelos homens e jogadas fora depois de abusadas. E isso até pode acontecer, em casos de extrema violência, mas, na regra geral, estamos também tirando algum proveito da situação, seja ela qual for.

Na realidade, se existe USO (e existe), ele é recíproco.

Quantas mulheres usam o casamento para sair do jugo dos pais, às vezes pesado, e conseguir alguma liberdade?

Outras usam o casamento como uma pensão, uma garantia financeira para que não precisem ser responsáveis por sua manutenção pelo resto da vida.

Vejo mulheres que vivem com um homem por alguns anos e apenas pelo fato de terem compartilhado a mesma cama e os mesmos projetos durante algum tempo, se consideram no direito de dividir os bens ou receber uma pensão vitalícia. Como se fossem inválidas! E, dessa forma, perdem a chance de se manifestar no mundo com todo o seu potencial, sentindo-se internamente inúteis para sempre…

Olhamos para o HOMEM como para um BANCO DE PROVISÕES.

Colocamos nele as nossas responsabilidades: projetamos nele o nosso PAPAI ideal. Exigimos que nos respeite, nos ame, seja fiel (ai dele se achar a vizinha bonita…), nos sustente, assuma a responsabilidade pela educação de nossos filhos, tenha sucesso e, ainda por cima, que nos deseje (só a nós) durante anos…

tarja.annasharp


Enviado por: Redação
16/10/2017 - 19:55

“Isso é uma manipulação da direita”, diz Caetano sobre censura

caetano-e-claudio

caetano-midia-ninja-aa

Caetano Veloso: o artista, ao lado de Claudio Prado, no debate “Verdades Tropicais e Delírios Utópicos”. Nesta foto, a plateia, praticamente hipnotizada /Foto: Mídia Ninja

Caetano Veloso lotou a sala de palestras da nova sede da Mídia Ninja (Narrativas Independentes, Jornalismo e Ação) em São Paulo, nesta segunda-feira (16/10). O cantor foi o centro do encontro, com o relançamento do livro “Verdade Tropical”, seguido do debate “Verdades Tropicais – Delírios Utópicos”, ao lado do produtor cultural Claudio Prado, mediado por Antônia Pellegrino e Thalma de Freitas. O bate-papo foi transmitido ao vivo no canal da Mídia pelo Facebook e, entre os assuntos, a censura, como exemplo, a performance em que o artista Wagner Schwartz sem roupas, interage com os espectadores, incluindo uma criança entre 4 e 6 anos de idade, se tornando o ‘assunto do momento’.

“Depois disso, muita gente inocente pode estar desconfiada dos artistas, o que é uma coisa velha nessa sociedade atrasada. Quando eu era criança em Santo Amaro, os artistas mereciam pouca confiança moral, o que continua acontecendo”, disse Caetano. “Não há evidencia de pedofilia naquela performance. Isso é uma manipulação da direita conservadora para fazer parecer que é um crime, para assustar o cidadão comum. Tem um grupo que está ganhando dinheiro de gente que quer manter a desigualdade da qual a economia brasileira tem dependido desde que o mundo é mundo”, continuou o compositor.

Em meia hora de conversa, Caetano interrompeu o evento para se despedir da plateia, que ficou desolada com sua partida. “Tenho que ir para o Rio. Vou fazer show com os meus filhos amanhã”, explicou, mas antes, fez questão de pontuar sua participação com uma frase muito ‘caetanesca’: “Resumindo nossa verdade tropical, eu apenas quero dizer que o que vem acontecendo comigo e pode acontecer com muita gente é que eu enfrentei a desilusão do socialismo real e agora precisamos enfrentar a desilusão do liberalismo real”.


Enviado por: Redação
16/10/2017 - 18:17

Chiquinha, de Chaves, é o novo hit da Netflix

A Netflix não dorme no ponto. Depois de criar clipes com personagens inusitados, como Narcisa Tamborindeguy, Inês Brasil, Valesca Popozuda e Xuxa, para divulgar suas séries, o serviço de assinatura de filmes e séries pôs a Chiquinha, a personagem de Chaves, para divulgar a segunda temporada de Stranger Things!

No vídeo, a personagem mexicana, vivida pela própria Maria Antonieta de las Nieves, a Chiquinha original – com a dublagem brasileira Cecília Lemes – é inserida no contexto da trama como a personagem Eleven, interpretada por Millie Bobby Brown, e chega a interagir com outros personagens da trama em uma cena marcante da série.

Enviado por: Redação
16/10/2017 - 17:17

INCAVoluntário – Daniella Sarahyba: campanha sem cachê

por-vera-donato-4

A dona da Fiszpan, a empresária Daniela Fiszpan, com a nova madrinha voluntária do INCA Daniella Sarahyba / Foto: Vera Donato

O Outubro Rosa foi o mês escolhido para o lançamento da 11ª edição da “Campanha do Bem”, organizada pela empresária Daniela Fiszpan, em parceria com o INCAVoluntário. Desta vez, a madrinha escolhida foi a modelo Daniella Sarahyba, e a marca pretende atingir 2 mil perucas doadas à instituição. Todas as lojas da Fiszpan estão recebendo doações de perucas, que serão restauradas e doadas aos pacientes do INCAVoluntário. Para incentivar, é oferecido um desconto de 20% na compra da nova coleção para quem fizer a doação.

A campanha vai até o dia 31 de outubro em todas as sete lojas da Fiszpan, na Zona Oeste, Sul e Centro da cidade. Sarahyba fez ensaio fotográfico com diversos modelos de peruca para chamar a atenção da importância do tema e da campanha.


Enviado por: Lu Lacerda
16/10/2017 - 16:00

Maria Rita faz dueto inédito com o marido

Maria Rita e Davi Moraes - casal faz dueto em novo álbum de Davi /Foto: Divulgação

Maria Rita e Davi Moraes – casal faz dueto em novo álbum de Davi /Foto: Divulgação

Maria Rita faz dueto inédito com o marido, Davi Moraes, na música “Só Nós Dois” (parceria com Adriana Calcanhoto), no novo álbum do guitarrista, cantor, compositor e produtor musical, “Tá em Casa”, lançado nesta segunda-feira (16/10). É o terceiro disco solo de Davi depois de 12 anos – seu último trabalho foi “Nossa Parceria”, gravado e assinado com o pai, Moraes Moreira.

Davi também faz parceria com Saulo Fernandes, cantor baiano de axé que participa de Rio Vermelho, e Marcio Vitor, vocalista e percussionista do grupo de pagode Psirico em Vem de Malê.

Ouça a música clicando aqui:


Enviado por: Redação
Página 2 de 2.68212345102030Última »