canudos

“Lei dos canudinhos”: restaurantes, bares, camelôs, lanchonetes e afins vão ter que usar materiais sustentáveis para substituir os objetos de plástico /Foto: Reprodução

Deu no Diário Oficial desta quarta-feira (16/05): o governador Luiz Fernando Pezão sancionou a lei que prioriza o uso de objetos reutilizáveis ou de material biodegradável em restaurantes e outros comércios, ou a “lei do canudinho”. De autoria do deputado Marcus Vinicius, a proposta tem 60 dias para ser regulamentada, e o estado deve fazer campanhas para estimular o uso de materiais sustentáveis. “Os modelos tradicionais de canudinhos e copos descartáveis usados no mercado são feitos com plástico comum, que leva, em média, 100 anos para se degradar. Já os materiais propostos demoram de 45 a 180 dias”, diz Marcus. A guerra contra o canudinho ganhou força em 2015, depois que o vídeo de uma tartaruga viralizou na Internet – o objeto estava entalado nas suas narinas. De acordo com o Fórum Econômico Mundial de Davos, até 2050 teremos mais plástico nos oceanos que animais marinhos, e o canudinho é um dos maiores responsáveis por isso.

Share
Enviado por: Redação

Os comentários estão fechados.