02/03/2018 - 19:00

Programe-se: agenda para o fim de semana

agenda-8

Se você anda quase tão duro quanto Karl Marx e não tem um amigo (Friedrich Engels) pra socorrê-lo, pode passar praticamente todo o fim de semana internado no cinema, sem gastar quase nada. Tem os filmes que estão concorrendo ao Oscar, como: “Me chame pelo seu nome”, “Três anúncios para um crime”, “O destino de uma nação”, “Lady Bird”, “Trama fantasma”, “Dunkirk”, “Corra”, “The Post”, “A forma da água”…

Som na caixa: o compositor José Miguel Wisnik apresenta o espetáculo “O ovo e o voo” no Teatro de Arena da Caixa Cultural, nesta sexta-feira (02/03) e sábado (03/03), com músicas escritas por ele e seus filhos Marina e Guilherme. Já na Fundição Progresso, tem Maria Rita com “Amor e música”, seu novo disco.

Não sei se serve para alegrar uma gota no seu fim de semana: estão adiantadas as conversas entre Marcelo Alves, presidente da Riotur, e os executivos da Uber para patrocínio no próximo carnaval. Este ano, foi de R$ 10 milhões (e, aos olhos de quem está de fora, não adiantou nada. É ou não é?). Para o próximo, a intenção é que seja além desse valor. A propósito: em evento nesta sexta-feira (02/03), o prefeito classificou as críticas ao carnaval como “choradeira pura”. Que tal?

No teatro, temos Denise Fraga, que acabou de estrear “A visita da velha senhora”, do alemão Friedrich Dürrenmatt, no Sesi Centro. Segundo ela, que foi indicada ao Prêmio Shell SP e ao Prêmio Aplauso Brasil, na categoria Melhor Atriz, “o texto é uma facada”.

Segue o drama dos vizinhos daquela conhecida moradora da Avenida Atlântica que grita dez tons acima durante o orgasmo – tem gente indo à loucura: não se sabe se pelos seus tímpanos; pela cara de santa dela no elevador, pela inveja do namorado… Vai ver é um pouco de cada! Mas pensam em procurar advogado pela lei do silêncio.

Sobre a enquete feita aqui no aniversário do Rio, perguntando em quem os cariocas raciocinantes jogariam as pedrinhas portuguesas soltas de fora a fora na cidade, o jornalista Alex Lerner comenta: “Jogaria o calçadão inteiro na cabeça do Crivella.” 

Em vez de ficar pensando na nossa cidade com o não prefeito (essa parte não tem jeito), faça alguma coisa, saia dessa vidinha convencional e pense numa maneira de ajudar o Retiro dos Artistas, que está numa crise danada.

Para as pestinhas que você tem em casa: é a segunda edição da feira “Circuitinho” neste sábado e domingo (03 e 04), na Casa Rosa da Gávea. Tem áreas de lazer, de alimentação e de oficinas. O valor dos ingressos vai para o INCA Voluntário.

E aquela frase de algum americano “Você é tão bom quanto a última coisa que fez” – pense nela! Enquanto isso, os hormônios estão gritando? Ouça! Nem que precise uma bateria nova para o vibrador! Sem mais….

Ilustração: Edgar Moura


Enviado por: Lu Lacerda
02/03/2018 - 17:12

O Studio 512 recebe mais uma edição da feira de estampas e tecidos Print RJ, na próxima terça (06/03) e quarta-feira (07/03), das 10h às 19h. O projeto vai receber tanto marcas nacionais, como Kalimo, Brand Textil e Dalutex, quanto internacionais, como a italiana Miroglio e a inglesa Circleline Design Studio.


Enviado por: Redação
02/03/2018 - 17:11

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro organiza, na quarta-feira (07/03), o lançamento do catálogo da exposição “Dorminhocos”, às 19h. O evento será aberto ao público, com visita guiada e bate-papo com o curador Raphael Fonseca. A mostra, que fica em cartaz até 18 de março, apresenta uma série de 145 fotos produzidas pelo antropólogo e fotógrafo franco-brasileiro Pierre Verger nas décadas de 1930 a 1950, cuja grande maioria ainda não foi exposta ao público.


Enviado por: Redação
02/03/2018 - 17:10

A terceira edição do projeto “Café com Design” chega ao Rio Design Leblon na próxima terça-feira (06/03). Desta vez, o bate-papo gratuito será sobre o corpo e moda praia na identidade do Rio, com a participação de Isabella Perrota e Sílvia Borges, mediado pela jornalista Sandra Sanches.


Enviado por: Redação
02/03/2018 - 17:08

O chef Ignácio Peixoto, à frente do Bagatelle Rio, vai comandar uma aula do “Prosa na Cozinha”, espaço para aulas de culinária, na próxima segunda-feira (05/03). O investimento é de R$ 170 (+ R$ 17 taxa) por pessoa e as inscrições podem ser feitas pelo site www.prosanacozinha.com.br.


Enviado por: Redação
02/03/2018 - 16:10

Crivella sobre críticas ao carnaval carioca: “Choradeira pura”

evento-mar-postar

“MAR”: encontro no museu reuniu Riotur, Ministério da Cultura e Prefeitura para apresentar dados de uma pesquisa feita pela FGV /Foto: Ministério da Cultura/Twitter

O prefeito Marcelo Crivella volta a atacar. Nesta sexta-feira (02/03), durante um evento no Museu de Arte do Rio (MAR), ele classificou as críticas que recebeu durante o carnaval como “choradeira pura”, baseado em pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) a pedido do Ministério da Cultura, que apontou que o evento gerou 72 mil postos de trabalho, R$ 179 milhões em tributos totais e R$ 77 milhões de arrecadação em ISS. “Estou redimido depois de tantas críticas em relação à organização do carnaval. Se fosse eu a apresentar, as pessoas iam suspeitar dos dados. O carnaval foi esplendoroso. As críticas são choradeira pura. Os dados mostram que a Prefeitura trabalhou muito”, disse ele. Marcelo Alves, presidente da Riotur, também estava no encontro e disse que o resultado mostra a importância de investir cada vez mais na maior festa carioca, e logo emendando que o investimento pode ser feito por diversas fontes. “Os recursos não precisam vir necessariamente da Prefeitura. Não podemos tirar de onde não tem. O importante é que os recursos venham, seja do governo Federal, de onde for”, disse Marcelo.

A reunião também apresentou o programa “Rio de Janeiro a Janeiro”, um calendário de um total de 831 eventos inscritos, 617 cumpriram os critérios estabelecidos e 154 já foram aprovados. “Queremos dar para o Rio um calendário de eventos que vão se consagrar pelo público e amanhã vão se tornar tão importantes quanto o carnaval, réveillon, Rock in Rio. O investimento da Prefeitura será de milhões. Não posso ainda precisar quanto”, finalizou Crivella.


Enviado por: Redação
02/03/2018 - 15:36

Michelin Ouro Verde Bahia – 15 anos

isabela-capeto-claire-dorland-clauzel-glauce-ferman-maria-oiticica-0400

renata-izaal-e-bruno-chateaubriand-0205

nour-bouhassoun-e-kevin-flesher-0414

fernando-kaplan-e-arturo-isola-0465-copia

larissa-muller-e-julia-tonon-0186

Na primeira foto, Isabela Capeto, Claire Dorland-Clauzel, Glauce Ferman e Maria Oiticica; na segunda, Renata Izaal e Bruno Chateaubriand; na terceira, Nour Bouhassoun e Kevin Flesher; na quarta, Fernando Kaplan e Arturo Isola; e na quinta, Larissa Muller e Julia Tonon / Fotos: Bruno Ryfer

Nessa quinta-feira (01/03), aconteceu um coquetel no restaurante Rubaiyat, no Jardim Botânico, para comemorar os 15 anos do Programa Michelin Ouro Verde Bahia, parte de desenvolvimento sustentável do grupo, cuja reserva fica em Igrapiúna e Ituberá (a 150 km de Salvador). O presidente da Michelin América do Sul, Nour Bouhassoun, e a vice-presidente de Marcas e Relações Externas do Grupo Michelin, Claire Dorland-Clauzel, receberam vários amigos cariocas, entre eles, Maria Oiticica, artista das biojoias, contente-dos-pés-à-cabeça com o projeto entre ela e a Michelin, que está começando – razão de muitas convidadas estarem usando peças de sementes de seringueira.


Enviado por: Redação
02/03/2018 - 14:30

Começam festas de 80 anos da Hípica: entrada livre

exposicao-decada-de-1930-1

Sociedade Hípica Brasileira: exposição de carros antigos é uma das comemorações dos 80 anos do clube / Foto: Erica Sportiello

Acontece, neste sábado e domingo, o evento de lançamento das comemorações do aniversário 80 anos da tradicional Sociedade Hípica Brasileira, na Lagoa. As festas vão se estender por todo o ano, durante o Ranking de saltos de 2018. Nesta primeira etapa, além de esporte de alta performance, com competições com os melhores cavaleiros do Rio, o público vai ver uma exposição de carros antigos. Para a inauguração, um desfile do melhor da indústria automobilística da década de 1930, época da fundação do clube, cedidos pela Veteran Car. Mas para quem não gosta de antiguidade, vão ser expostos carros moderníssimos também, tipo viu, se apaixonou e comprou. A entrada é livre.


Enviado por: Redação
02/03/2018 - 13:56

“Chico é a nossa Billie Holiday, canta com a alma”.

 

Do dramaturgo Zé Celso Martinez Corrêa durante o show da turnê “Caravanas”, de Chico Buarque, em São Paulo. 


Enviado por: Redação
02/03/2018 - 12:30

Zé Celso: “Chico é a nossa Billie Holiday”

postar-augusto-de-arruda-botelho-e-ana-claudia-michels-2

postar-ze-celso-2

criolo-e-caze-c

postar-vanessa-da-mata

postar-ricardo-kutselo-e-frei-betto-1

“Caravanas”: na primeira foto, Augusto de Arruda Botelho e Ana Claudia Michels; na segunda, Zé Celso; na terceira, Criolo e Cazé; na quarta, Ricardo Kutselo e Frei Betto /Fotos: AG.News

Expectativa nas alturas para o primeiro show paulistano da turnê “Caravanas”, de Chico Buarque – vão ser mais 24, quase todos com ingressos esgotados -, nessa quinta-feira (01/03), no Tom Brasil. Sumido dos palcos desde 2012, ir a uma apresentação do Chico é quase uma obrigação – e por lá, uma turma misturada, como o dramaturgo Zé Celso Martinez Corrêa, para quem Chico liberou o texto do musical “Roda-Viva” para remontagem, que estava animadíssimo: “Chico é a nossa Billie Holiday, canta com a alma”. Criolo, tímido ao extremo, só foi ao camarim porque alguém o pegou pelo braço. Ao vê-lo, Chico fez a festa: “Olha quem aparece nos 45 do segundo tempo”, disse, dando um abraço apertado no cantor – na última turnê, Chico havia incluído no repertório uma versão que Criolo fizera para um clássico seu e de Gilberto Gil, “Cálice”. Desde então, virou fã do rapper paulista.

Vanessa da Mata foi a primeira a entrar no camarim e comentou que havia preparado um discurso inteligente, mas ao dar de cara com o ídolo, travou e só conseguiu elogiar a escolha do repertório. Também passaram por lá Frei Betto, a modelo Ana Claudia Michels e o marido, o advogado Augusto de Arruda Botelho – o casal recebia o parabéns pelo segundo filho que está a caminho -, o musicólogo Zuza Homem de Mello; Eleonora Rosset, a musa de Chico em “Morena dos olhos d’água”, de 1966; entre tantos. Como já havia dito o maestro Luiz Claudio Ramos durante os ensaioso músico, um pouco avesso aos palcos, está mais solto do que nunca – em “Paratodos”, no bis, e até arriscou alguns tímidos passos de forró. Foram 1h40 de música, entre as do último álbum “Caravanas”, e um apanhado de sucessos de seus mais de 50 anos de carreira. O Tom estava lotado com a plateia gritando ao fim de cada canção.


Enviado por: Redação
Página 1 de 212