14/11/2017 - 20:00

Em casa, por Marcia e Manu Muller: banheira

banheira-0

Na casa contemporânea, sobra pouco espaço para uma banheira, e há quem diga que não é um equipamento fundamental, ou que são ultrapassadas e desnecessárias.

Então questionamos: como assim?

A banheira está presente há séculos na nossa casa. Está na literatura, acompanha-nos em muitos momentos importantes de mudança – tanto na civilização ocidental como na oriental.

Nas pinturas clássicas e modernas, podemos ver a banheira em diversas épocas, sempre presente, evoluindo com a nossa cultura.

Por que temos tanto amor a banheiras?

Primeiro, porque representava uma prática altamente elitizada; segundo, porque banheiras geralmente são lindas; e o principal motivo, claro, é porque relaxa muito!

colagem-sem-titulo

Qual usar? Como fazer um banheiro ter uma banheira? Qual o espaço necessário?

Existem, hoje em dia, inúmeras formas de banheira, todas com alta tecnologia e feitas de materiais incrivelmente adaptáveis a espaços pequenos.

O arquiteto saberá dimensioná-la e especificá-la de forma eficaz.

Para isso, é importante ter uma impermeabilização impecável; disso não se pode abrir mão.

A banheira não precisa necessariamente estar fechada no banheiro – existem lindas, criativas e lúdicas maneiras de se colocar uma peça dessas. O que não podemos negociar é a utilização de um piso impermeável, e hoje existem incríveis materiais para isso.

Não conseguimos deixar de especificar banheiras em nossos projetos em casas ultramodernas ou clássicas. Achamos que banheira traduz um dos itens básicos de conforto em casa.

As banheiras fora da casa também são objetos de incrível bem-estar.

Para serem colocadas com charme e bom gosto, é necessário, realmente, um olhar mais atual de um lago, um espelho d’água. E não mais aquela Jacuzzi alta ou mesmo um ofurô que surge emergindo no meio de um piso externo…

Fala-se muito de tecnologia de novos materiais, mas alguns equipamentos, velhos conhecidos da casa, não perdem nunca a sua função importância e necessidade.

Se você gosta de banheira e está na dúvida se a instala ou não em casa, nem pense duas vezes: faça isso!

Atualmente, as banheiras se adaptam e se moldam aos novos espaços, sem mudar a sua função de séculos.

Relaxar, pensar e recarregar as nossas baterias, esse é o objetivo…

tarja-marcia-e-manu-muller-2017

!
  Prezados leitores, a partir desta segunda-feira (20/11), as colunas vão ser publicadas às 10h da manhã.


Enviado por: Redação
14/11/2017 - 17:00

Belo Horizonte: show extra de Chico Buarque

Chico Buarque: cantor abre mais uma data em BH/ Foto: divulgação (Mario Canivello)

Chico Buarque: cantor abre mais uma data em BH/ Foto: divulgação (Mario Canivello)

Todos sabem como lotam os shows de Chico Buarque, que não faz turnê desde 2012 – é fácil, no entanto, encontrá-lo durante em caminhadas entre Ipanema e Leblon ou no campo do time Politheama, no Recreio.  Mas, quando resolveu colocar o álbum “Caravanas” nos palcos, não economizou datas. Com ingressos já esgotados para as apresentações de 13 a 16 de dezembro no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, ele acaba de abrir o dia 17 aos fãs – as vendas começam online e na bilheteria do show dia 20 de novembro. Depois, só no ano que vem, em janeiro, de 4 a 21, no Vivo Rio. São Paulo, de 1 a 11 de março, e de 22 de março a 1 de abril.

O anúncio foi feito pelo Instagram de Chico e sua equipe, que têm trabalhado duro no lançamento da turnê na internet. Em julho passado, o cantor de 73 anos lançou perfil na rede, com posts bem-humorados e vídeos ensaiando as canções. A coletânea é seu 23º trabalho e tem nove composições, entre elas, parcerias com os netos Clara e Chico Brown, e Rafael Mike, do Dream Team do Passinho.


Enviado por: Redação
14/11/2017 - 16:30

Hospedagem da virada: R$ 109 mil – ondas além do mar?

reveillon-e1508363204330

Hotel Emiliano: festa da virada na cobertura do hotel, na Av. Atlântica, com quatro diárias, custa até R$109mil / Foto: Reprodução

O Emiliano, inaugurado na Avenida Atlântica em junho de 2016, programou a primeira festa da virada no Rio, na cobertura do hotel, onde está a piscina, com visão ampla de Copacabana. A noite chama-se “Carioca”, homenageando “o jeito alegre e espontâneo dos nativos de celebrarem a vida”, com menu assinado pelo chef Damien Montecer, drinques liberados  e itens como “Serviço de mordomia”. Perguntado o que significa, a relações-públicas Paula Simonsen esclarece: “Detalhes, como arrumar armário, engraxar sapatos, agendar compromissos, resolver sobre convites, menu de travesseiros, enfim, personalizar a estada”. Ah, bem, aí sim!

Para quem não quiser se hospedar, os convites custam R$ 6 mil o casal (ou R$ 3 por pessoa); já quem quiser o pacote com quatro noites, a suíte mais barata sai por R$ 22.100 e a mais cara, R$ 109.900 – vá lá que a vista é das mais lindas que há, mas a esse precinho, a gente conclui que há de ter alguma onda secreta nos planos, além daquelas que vemos no mar. Uma coisa não se pode negar: a equipe Emiliano, pelo visto,  conta com a força do turismo na cidade.


Enviado por: Lu Lacerda
14/11/2017 - 15:55

Lea T: “Meu pai disse que gerou uma aberração da natureza”

Lea T: brasileira é capa da revista italiana Grazia e revela passado difícil /Foto: Reprodução

Lea T: brasileira é capa da revista italiana Grazia e revela passado difícil /Foto: Reprodução

Lea T é capa da edição de novembro da revista italiana Grazia. A publicação percorre a vida da modelo brasileira, filha do ex-jogador Toninho Cerezo, que ganhou o mundo quando Riccardo Tisci, estilista da Givenchy, a descobriu e a lançou como modelo. Desde então, ela é notícia mundial. Na entrevista, Lea revela que, na época da descoberta como transexual, “Meu pai (famoso na Itália por ter jogado pelo Roma e no clube genovês Sampdoria) disse que gerou uma aberração da natureza e só não morreu porque era um grande homem.” Hoje está tudo bem com a família, tudo superado. “Estou orgulhosa do meu passado transexual, tanto que tatuaria na minha testa o quanto estou feliz. Não deixaria de derramar uma lágrima se pudesse voltar atrás. Ir contra o mundo me fez uma mulher três vezes mais forte”, disse na entrevista.

Ela cita o apoio de Tisci durante a descoberta: “Nós nos tornamos amigos inseparáveis desde os 21 anos, quando ele voltou a Milão depois de terminar o Colégio de Arte Central Saint Martins e Design de Londres. Naquela época, tínhamos pouco dinheiro e saímos de carro pela costa nos divertindo como loucos. Em Miami, contei a ele quem eu era de verdade, e ele disse que eu sempre seria uma Tisci. O T é uma homenagem a Ricky “. Sobre sua vida amorosa, ainda disse: “Estou solteira porque o amor para nós, transexuais, é um assunto ainda mais complicado. Estou tão certo da minha identidade, que isso pode assustar muitas pessoas que cresceram com paradigmas preestabelecidos. Encontrar um companheiro é mais difícil, mas não impossível”.

Leia também: Lea T vai morar em Nova York.


Enviado por: Redação
14/11/2017 - 14:00

Kika Gama Lobo: o figurino caiu bem

Foto de:

Kika Gama Lobo comemorou o lançamento do seu canal, Atitude 50, no Youtube, com festa na Dona Coisa, no Jardim Botânico, nessa segunda-feira (13/11). A escolha do lugar não foi à toa: Roberta Damasceno, dona da multimarcas, foi a primeira convidada para entrevista no canal, que traz interesses de mulheres de 50 anos ou mais. A empresária está recém-casada pela quarta vez! “Não são mais vistas como ’em fim de carreira’; ao contrário, estão casando de novo, viajando sozinhas, começando uma nova fase profissional, ativas e felizes”, diz Kika.

Daniela Maia, cujo casamento com o economista baiano Arthur Carvalho acabou há mais ou menos seis meses, chegou, com um astral mais jovem, cabelos iluminados, sarada, magra, bronzeada. A primeira a vê-la comentou: “Quem é o novo namorado”? Ela não fala, mas existe. Segundo Gama Lobo, todas ali, como Nadja Winits, andam com a libido em altíssima. Claro! Enquanto isso, Kika seguia a toda, no seu modelo “Mulher Maravilha” e “Fora Temer” nas orelhas. Quanto ao vestido, que lindo! Já os brincos… que perda de tempo, com esse homem, que, segundo consta, ameaça até a Lava-Jato! É preciso mesmo muita coragem! Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Lu Lacerda
14/11/2017 - 13:00

Moacyr Góes e Gabeira lançam documentário no Rio

gabeira-moacyr-goes-e-gabeira

gabeira-miguel-guimaraes-ton-veloso-e-andre-almeida-da-banda-donica

gabeira-moacyr-goes-e-zelito-viana

"Gabeira": acima o diretor Moacyr Góes e Fernando Gabeira; Miguel Guimarães, Ton Veloso e André Almeida, da banda Dônica; Moacyr Góes e Zelito Viana; e Michel Melamed e Letícia Colin /Fotos: Daniel Pinheiro/AgNews

Na primeira foto, Moacyr Góes com Fernando Gabeira; na segunda, Miguel Guimarães, Tom Veloso e André Almeida; na terceira, Moacyr Góes e Zelito Viana; na quarta, Michel Melamed e Letícia Colin /Fotos: Daniel Pinheiro/AgNews

O documentário “Gabeira – Eu Não Fui Preparado para a Vida Doméstica”, de Moacyr Góes, teve pré-estreia nessa segunda-feira (13/11), no Estação Net Rio, em Ipanema. O diretor fez um discurso para uma plateia lotada antes da exibição do doc, que conta a trajetória do jornalista, escritor e político mineiro-carioca. Ao longo dos 75 minutos, pessoas, como Ferreira Gullar, Nelson Motta e Armínio Fraga, destacam na tela as diferentes faces de Gabeira, que foi integrante da guerrilha armada que combatia a ditadura militar no Brasil. “Mais do que um documentário, o filme é um acontecimento político. Contamos a trajetória de um cara que viveu sua vida dedicada à política e que saiu dela por opção”, diz Góes. Leda Nagle, jornalista e prima de Gabeira, diz que ele é transgressor desde a infância: “Ele foi expulso de todos os colégios onde estudou.” Ele também é descrito pelos entrevistados tanto como “um homem de esquerda” quanto um “liberal com coração”.


Enviado por: Redação
14/11/2017 - 12:03

“Cansei! É muito cacique para pouco índio, e todo mundo ali tem a certeza absoluta das coisas. A única coisa que sei é que nada sei…”

 

 

De Eduardo Dussek, em entrevista, quando perguntado se usa as redes sociais


Enviado por: Redação
14/11/2017 - 12:00

Jota Quest: cena mais linda no show em SP

A banda Jota Quest fez uma apresentação intimista na noite dessa segunda-feira (13/11), no Hotel Unique, em São Paulo. Na plateia, Marcos Mion com os filhos, Romeo (12), Donatella (9) e Stefano (7). Rogério Flausino dedicou a música “Pra Quando Você Se Lembrar de Mim” ao mais velho, diagnosticado com autismo e fã da banda. “A noite já estava mágica, mas quando recebemos esta surpresa, se tornou uma emoção difícil de controlar! Sabia o que aquela dedicatória e, depois, o que cada olhar, palma e frase cantada olhada pro Romeo estavam significando para ele. Essa música “bateu” no Romeo. E, emocionado, continuou: “Rogério viu um vídeo que a Suzana (Gullo, mulher de Mion) postou, cantando com Romeo e, na mesma hora, já nos mandou uma mensagem, supertocado, convidando pra levarmos Romeo a um show”, disse Mion em suas redes sociais. Também, na plateia, Francisco Costa, ex-diretor criativo da Calvin Klein.


Enviado por: Redação
14/11/2017 - 11:00

Leilão com objetos do francês Joel Molineux

Joel Molineux: são 450 peças em leilão do francês mais carioca de todos /Foto: Reprodução

Joel Molineux: são 450 peças em leilão do francês mais carioca de todos /Foto: Reprodução

Os cariocas estão saudosos, mas, mesmo assim, vão fazer de tudo para conseguir uma peça do leilão de 450 objetos de Joel Molineux (o francês que trocou Paris pelo Rio e morreu em outubro deste ano), nos dias 16 e 17 de novembro, no Espaço Ernani Arte e Cultura, em Botafogo. Todos os lances do espólio serão livres – desde abajures das décadas de 50 e 60, passando por quadros, gravuras, livros de arte, fotos e até mesas, espelhos, poltronas e cadeiras de época. Era adorado pelos cariocas e sempre fazia eventos em seu apartamento térreo de Ipanema, intitulados “Jardim Secreto de Joel Molineux”. “Ele era um caça-tesouros em leilões, antiquários, feiras, brechós, pelo Brasil e pelo mundo. Só tive uma semana para organizar o evento porque o apartamento tem que ser entregue até o fim deste mês”, diz Horácio Ernani.


Enviado por: Redação
14/11/2017 - 10:41

A Casa Museu Eva Klabin, na Lagoa, acaba inaugurar novo site, em versão trilíngue – português, inglês e espanhol – e marca a nova fase do espaço, mais moderno e acessível. Visite evaklabin.org.br.


Enviado por: Redação