12/07/2017 - 19:00

Paris, por Paulo Pereira

nota-1-a

Otiniel Lins é um artista plástico brasileiro radicado em Paris, há mais de 15 anos, com percurso admirável e singular. Desde pequeno, Otiniel criou o hábito de desenhar portraits de desconhecidos, costume que virou uma paixão, uma arte na sua vida.

Através de várias bolsas de estudo, ele pôde aperfeiçoar sua arte desde que veio morar em Paris. Começou a pintar nas ruas e nas estações de metrô; em seguida, vendendo seus trabalhos em forma de cartão-postal aos turistas que frequentam o Centre George Pompidou.

Continuando, criou cartazes para grandes eventos e ilustrou livros para jovens. Fez diversas imagens de street art, inspiradas nos olhares de moradores das favelas brasileiras, as quais chamaram a atenção de algumas galerias, que se interessaram por seu trabalho autoral – contemporâneo  e intrigante – e começaram a expô-lo como um talento promissor, por exemplo, a Galerie Berlin-Toutblanc, na Avenue Matignon, em Paris, assim como galerias em Miami, Bangkok e Milão.

Esta semana, Otiniel inaugurou uma nova exposição no espaço dúplex “Les Regards“, onde apresenta grandes portraits em acrílico, trabalhados com cores e colagens, mostrando o corpo como uma expressão de arte e destacando o olhar de uma forma intensa e expressiva, como uma janela para o mundo. Bravo!

Otiniel Lins
Les Regards
Dúplex Bar
25 Rue Michel Comte – 75004 – Paris
otiniellins@gmail.com

nota-1-b

————————————————————————————————————————————

Seguindo a tendência de terraços parisienses, o Musée du Quai Branly abre, excepcionalmente, no 5º andar, durante todo o verão, seu impressionante terraço ao público.

Com uma vista aérea de Paris de tirar o fôlego, passando pela Torre Eiffel, a colina de Chailoot, as margens do Sena até o Grand Palais. Uma ótima dica para depois de visitar as obras do museu, é fazer um tour no terraço e ficar maravilhado com a beleza da cidade vista desse ângulo.

Musée du Quai Branly
37 Quai Branly, 75007 – Paris

nota-2

————————————————————————————————————————————

Curiosidades urbanas: Paris, a exemplo de Nova York, Tokyo e Madrid, vai lançar brevemente uma campanha contra o Manspreding – essa mania que alguns homens têm de sentar em transporte público como se estivessem no sofá da casa deles, abrindo a perna e ocupando o espaço alheio.

Várias mulheres vêm reclamando da “folga” de alguns homens, que insistem nesse comportamento. A campanha que a prefeitura vai lançar é para deixar bem claro que, em transportes públicos, é proibido se comportar dessa forma.O espaço de cada um tem que ser respeitado!

Ups! Hora de fechar as pernas, queridos! Será que daria certo no Brasil?

nota-3

nota-3-b

————————————————————————————————————————————

A deslumbrante exposição “Dior“, no Musée de Arts Decoratifs, em Paris.

Para festejar os 70 anos da Maison francesa Christian Dior, uma exposição grandiosa, que conta cronologicamente a história da Maison e do universo Dior, está acontecendo no museu de Arts Décoratifs.

Uma mise-en-scène luxuosa e imponente foi criada para atrair a atenção do público a toda a magia do nome Dior e seu mundo maravilhoso, de luxuosos vestidos, que são verdadeiras esculturas e que marcaram época.

O fascínio por esse trabalho de exceção começa desde o início da exposição e segue durante todo o percurso, com as coleções criadas por Monsieur Dior e todos aqueles que lhe sucederam durante todos esse anos: Yves Saint Laurent, Marc Bohan, Gianfranco Ferré, John Galliano, Raf Simons e, recentemente, Maria Grazia Chiuri. A mostra nos permite claramente observar como todos esses estilistas souberam captar o espírito Dior e interpretá-lo à sua maneira. Imperdível!

Christian Dior, Couturier du Rêve
Musée des Arts Décoratifs
107 Rue de Rivoli – 75001 – Paris
Até 07/01/18

nota-4-d

nota-4-c

nota-4

nota-4-b

————————————————————————————————————————————

Visite também parisporpaulopereira.com

tarja-paulo-pereira-2017


Enviado por: Redação
12/07/2017 - 18:33

Neandro Ferreira: últimos dias no Rio do artista dos cabelos

Neandro Ferreira: últimos dias do artista dos cabelos no salão do Marcelo Hicho, no Leblon, antes de partir para Londres

Neandro Ferreira: últimos dias do artista dos cabelos no salão do Marcelo Hicho, no Leblon, antes de partir para Londres

Neandro Ferreira segue para a habitual temporada em Londres, no próximo fim de semana, ou seja, esses são os últimos dias para receber as cariocas no Marcelo Hicho, no Leblon. Suas estadas no Rio são cada vez mais lotadas, já que é considerado um artista dos cabelos. Passaram por sua cadeira mulheres de todos os perfis, já tendo mostrado sua arte a pessoas como a cantora Björk ou o estilista Alexander McQueen. Seja onde for, Neandro faz questão de manter, na sua sala, “O Zohar”, principal livro de Cabala, que contém todos os segredos do universo e traz bênçãos ao ambiente.


Enviado por: Lu Lacerda
12/07/2017 - 17:16

Bazar Carioca Solidário: hora de gastar o dinheiro para o bem

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

O Instituto da Criança, ONG que está entre as 100 melhores do mundo, segundo o NGO Advisor, faz bazar com renda revertida, também, para os projetos da Make-A-Wish / Foto: reprodução

Este sábado e domingo (15 e 16/07), o Instituto da Criança e a ONG Make-A-Wish fazem o Bazar Carioca Solidário, no Clube Monte Líbano, no Leblon. Pedro Werneck, à frente do Instituto da Criança, que já chegou aos 20 anos de existência, vem driblando bravamente a crise, sempre com uma ação nova.

No bazar, marcas como Animale, Osklen, Wollner, Reserva, Rudge, Bianca Gibbon, Mary Zaide, Dress to e outras cederam muitas peças que serão vendidas a preços acessíveis. O dinheiro arrecadado irá para várias iniciativas sociais, tanto do IC quanto da Make-A-Wish. O funcionamento vai ser das 10h às 18h – horário que dá para fazer uma boa ação sem atrapalhar a agenda do fim de semana.


Enviado por: Marcia Bahia
12/07/2017 - 14:41

‘Abração’ e ‘beijão’ com letra desenhada: novidade do Amaral

Foto de:

Tem quem esteja usando até carimbo para agilizar a fila na noite de autógrafos, mas Ricardo Amaral optou por uma solução com mais estilo: ele chamou a calígrafa Carol Freitas, que fez os convites para a abertura do Hippopotamus, para dar uma ajuda nessa terça (11/07), no lançamento de “Anos 40 – Quando o mundo, enfim, descobriu o Brasil”. Quem comprava o livro se dirigia a Carol, que escrevia o nome da pessoa e, embaixo, “abração”, no caso de ser um homem, ou “beijão”, para as mulheres. Restava a Amaral colocar sua assinatura e dar mais atenção ao convidado.

A publicação, de texto leve, faz um passeio, segundo o jornalista Renato Lemos, coautor, “por uma década sem internet, sem TV a cabo, sem rock and roll, sem bebidas diet e – pecado dos pecados – sem Copa do Mundo”. A livraria lotou: livro do Amaral (que lança um atrás do outro) é sempre um acontecimento. Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Marcia Bahia
12/07/2017 - 13:13

Artista plástica que é também arquiteta: trabalhos com material de construção

carla-guimaraes-costa-dorys-daher-e-alvaro-cosac-daher

jean-paul-lefevre-e-dani-soter

jessica-kloosterman-e-jorge-sayao

No alto, Carla Guimarães Costa, Dorys Daher e Álvaro Cosac Daher; no meio, Jean Paul Lefevre e Dani Soter; nesta foto, Jessica Kloosterman e Jorge Sayão / Fotos: Marco Rodrigues

Com materiais que são encontrados em lojas de construção e armarinhos, mas que juntos lembram elementos da natureza, principalmente a água, a artista Dorys Daher inaugurou a exposição “Conciliações“, nessa terça-feira (11/07), no Centro Cultural da Justiça Federal, no Centro. Com curadoria de André Sheik, os trabalhos da artista e arquiteta ficam em cartaz até 27 de agosto.


Enviado por: Redação
12/07/2017 - 13:01

A cantora Indiana Nomma e o pianista Adaury Mothé fazem um tributo a Billie Holiday em show, às 18h45, nesta quarta (12/07), na brasserie do Belga Hotel (Rua dos Andradas esquina com Marechal Floriano).


Enviado por: Marcia Bahia
12/07/2017 - 11:30

Paris: a Colette, loja querida por tantas cariocas, vai fechar

fullsizerender

Colette: imagem postada nesta quarta-feira (12/07) no Instagram anunciou o fim da marca / Foto: Reprodução

A famosa Colette, na Rua Saint-Honoré, em Paris, cerra suas portas, definitivamente, no dia 20 de dezembro deste ano; mas o fechamento já foi anunciado no Instagram da Colette Roussaux, dona da loja, dizendo que todas as boas coisas têm um fim. Disse também que está numa idade de descansar. O esperado seria que sua filha Sarah (que só se veste de Comme des Garçons) continuasse à frente do negócio.

Os planos devem ter mudado sem se saber a razão mais forte, já que, a loja, sempre lotada, não demonstra nem sombra de crise. Karl Lagerfeld, assíduo cliente, por exemplo, saía sempre com inúmeras sacolas, assim como chinesas, russas, inglesas, canadenses e, claro, brasileiras. É uma época bacana da moda que fecha depois de 20 anos – loja conceito, com tudo que há de diferente, com peças exclusivas e um arsenal de pequenos objetos de desejo. Tudo isso vai sumir do mercado?

No endereço, mais uma nova loja Yves Saint Laurent. Esse movimento de fim de multimarcas famosas em Paris começou com a mudança da Montaigne Market para uma suíte do Plaza Athenée, em uma boutique temporária, sem saber o próximo endereço. Isso aconteceu porque o imóvel onde se instalava, na Avenue Montaigne, vai ser mais uma loja Balenciaga.

As historinhas da Colette fazem lembrar a de uma conhecida carioca, que, por ser indecisa, passava horas no clima posso-ou-não-posso-viver-sem-essas-peças? Descia ao andar de baixo da loja para uma tacinha, um lanche, uma conversa. Chegando ao Rio, achava as escolhas erradas (onde eu estava com a cabeça quando comprei esse vestido, essa calça, ou essa Havaiana?), e descobria que só não podia ficar mesmo era sem a essência para ambientes!


Enviado por: Redação