09/07/2017 - 15:02

‘O Abacaxi’: peça sobre o caos no amor tira Wagner Moura de casa

20170708224256_img_9058

20170708205649_img_9007-1

20170708223754_img_9019

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

No alto, Veronica Debom e Wagner Moura; em seguida, Julia Lemmertz, Debora Lamm, Ângelo Antônio, Matheus Nachtergaele e Malu Galli; depois, Rafael Rocha, Felipe Rocha e Veronica Debom; acima, Bianca Byington e Maria Síman / Fotos: Agnews

Um dos atores mais talentosos do país, Wagner Moura é, também, um dos mais reclusos: é dificílimo vê-lo circulando pelo Rio. Sua presença, nesse sábado (08/07), na sessão para convidados da peça “O Abacaxi”, no Espaço Cultural Sergio Porto, é mais uma prova de que os atores Felipe Rocha e Veronica Debom são muito queridos pela classe teatral – também foram à estreia Matheus Nachtergaele e Julia Lemmertz, entre outros.

Felipe e Veronica, casados há quatro anos, interpretam as mais variadas combinações possíveis para uma relação de amor nos dias de hoje, sempre com humor ácido. Os dois, aliás, atuam muito em humor: Felipe participou da série “Lili, a ex” e Veronica faz parte do elenco do “Tá no Ar”. O texto da comédia, que fica em cartaz até dia 31, também é dela, dirigido por Debora Lamm.


Enviado por: Marcia Bahia
09/07/2017 - 14:01

Citação do dia

“Me sinto predestinado e honrado com a missão”

 

Do deputado Sergio Zveiter, sobre o fato de ter sido escolhido o relator, na CCJ da Câmara, da denúncia do Ministério Público que acusa o presidente Temer de corrupção passiva


Enviado por: Marcia Bahia
09/07/2017 - 13:32

Novo Club Med: na região do Alto Tietê, em São Paulo

daniel-astrid-fontenelle-janyck-daudete-mariana-kupfer-09

paulo-lourenco-joao-felipe-e-caroline-ribeiro-16

fausto-franco-astrid-e-gabriel-fontenelle-10

mylla-christie-e-jacqueline-dalabona-1

janyck-daudet-e-simone-cavalieri-1

carla-vilhena-e-o-marido-carlos-monnerat-3

No alto, o chefe do novo village, Daniel Guimarães, Astrid Fontenelle, Janyck Daudet e Mariana Kupfer; em seguida, Paulo Lourenço, João Felipe e Caroline Ribeiro; depois, Fausto Franco, Astrid e Gabriel Fontenelle; logo em seguida, Mylla Christie e Jacqueline Dalabona; Janyck Daudet e Simone Cavalieri; Carla Vilhena e Carlos Monnerat; acima, Cesar Cielo, Kelly Gisch e o filho deles, Thomas / Fotos: Felipe Panfili

No alto, o chefe do novo village, Daniel Guimarães, Astrid Fontenelle, Janyck Daudet e Mariana Kupfer; em seguida, Paulo Lourenço, João Felipe e Caroline Ribeiro; depois, Fausto Franco, Astrid e Gabriel Fontenelle; logo em seguida, Mylla Christie e Jacqueline Dalabona; Janyck Daudet e Simone Cavalieri; Carla Vilhena e Carlos Monnerat; acima, Cesar Cielo, Kelly Gisch e o filho, Thomas / Fotos: Felipe Panfili

Janyck Daudet, o CEO do Club Med para a América do Sul, recebeu, nesse sábado (08/07), convidados para conhecer o Lake Paradise, na região do Alto Tietê, em São Paulo, o mais novo resort da rede no país. Às margens de um belo lago e a uma hora do centro de São Paulo, o clube pode ser uma opção para uma mudança no espírito. Pessoas como a jornalista Astrid Fontenelle, a jornalista Carla Vilhena, a apresentadora Mariana Kupfer, a modelo Caroline Ribeiro e a atriz Mylla Christie estavam entre as convidadas, ou seja, juntou gente divertida, comida ótima, champagne francês (o melhor!), cenário bacana – um clima maravilhoso governou o fim de semana inteiro.


Enviado por: Marcia Bahia
09/07/2017 - 12:00

Oito perguntas para: Toia Lemann (fechamento da loja Fe-lis. A crise pegou até a filha de Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil?)

????????????????????????????????????

Se a crise atingiu até a Toia Lemann (filha de Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil) dizer o quê? A empresária fechou, nessa sexta (07/07), a loja Fe-lis, em Ipanema, em sociedade com Fernanda Elisa, marca que surgiu com a proposta de fazer uma roupa “macia, solta, gostosa e mutante”. As duas começaram a grife em 2015, num atelier do Leblon, para só abrirem a loja física em outubro do ano passado. Toia, que é psicanalista de formação, pretende continuar na moda.

1
O que pesou mais na sua decisão de fechar a loja?

“Fernanda e eu somos amigas, temos muitas afinidades de estilo, mas cada uma queria um caminho diferente. Ela segue em Belo Horizonte, no atacado. Eu sigo na moda, mas ainda é surpresa, ainda estou elaborando, é um voo solo”.

2
A carioca está mais econômica para se vestir?

“Sim, acho que a carioca está mais econômica, sim, todo mundo está percebendo isso, a crise está aí para todos”.

3
Até pra você, filha do Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil?

“A crise chegou para todos, percebi diretamente, sem falar na insegurança e até na depressão”.

4
Você pretende continuar com a proposta de uma moda mais confortável?

“Sim, pretendo, o DNA permanece o mesmo. Mas não vou ficar restrita à malha de algodão tingida, vou trabalhar também com outros tecidos”.

5
Você tem intenção de ir para outro Estado ou acha que sua moda tem mais a ver com o Rio?

“Vou começar no Rio, testando, para sentir a aceitação primeiro. Elegância e conforto chegaram para ficar, é uma associação conquistada, não volta mais”.

6
Ser filha de quem é mais atrapalha ou ajuda nos negócios?

“Mais ajuda, tenho um bom modelo em casa, bons conselhos e tenho uma visibilidade que aprendi. Pode ser ruim, mas pode ser bom. Se fizer besteira chama muito a atenção”.

7
Como você sente a situação do país atualmente?

“Está tudo muito instável e preocupante, pode até parecer maluquice empreender neste momento, mas defendo seguir tentando. Como todos sabemos, a própria crise gera oportunidade e tem gente boa sobrando no mercado. É um momento de insegurança, mas também de oportunidade”.

8
E o Rio do Pezão e do Crivella ?

“O Rio deu uma piorada grande, está um verdadeiro desmando. A cidade está falida e isso piora pra todo mundo, mas apesar de tudo eu acho que tem de seguir adiante, não devemos sucumbir. Está todo mundo sofrendo de todas as maneiras”.


Enviado por: Lu Lacerda