31/07/2017 - 20:00

Alta Ajuda, por Anna Sharp: entre o medo e o amor; ‘status quo’

cwg7qpua48quyzrjxavwuvw7q

A impossibilidade de manter o “status quo” do sistema que criamos já é uma realidade.

A violência insuportável entrou em nossas casas através da mídia: os jornais pingam sangue, e nossas telinhas particulares trazem os monstros sanguinários para dentro de nossas casas, como substitutos das fadas e dos anjos para os sonhos de nossas crianças. As ruas transformaram-se em campos de batalhas e as grades nos prenderam em nossos lares inseguros. (Foto: Thinkstock)

tarja.annasharp


Enviado por: Redação
31/07/2017 - 18:32

Aniversário de Carlos Rodeiro, festejado de janeiro a janeiro

Foto de:

O joalheiro Carlos Rodeiro, festejado de janeiro a janeiro na Bahia, ganhou almoço organizado pela empresária Aurora Mendonça e pelo arquiteto Marlon Gama, no Morada dos Cardeais, no Campo Grande, prédio tradicional em Salvador. Daniela Mercury cantou, assim, pelo amor ao amigo – esses pequenos shows costumam ser os melhores. É ou não é? De ACM Neto a David Bastos (aquele arquiteto phoda, entre os melhores do país), da promotora de eventos Licia Fabio ao artista-da-beleza Fernando Torquatto, que foi do Rio; Paulo Borges foi de São Paulo e muitos da Bahia mesmo, com acarajés e abarás incríveis feitos ali na hora. Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Lu Lacerda
31/07/2017 - 17:45

Jeanne Moreau: lembranças que ficam do filme ‘Joanna Francesa’

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Cartaz do filme “Joanna Francesa”, com Jeanne Moreau montando nas costas do ator Eliezer Gomes – a morte da atriz foi anunciada nesta segunda (30/07)

A morte da atriz Jeanne Moreau, divulgada nesta segunda (31/07), abalou muito o cineasta Cacá Diegues, que a dirigiu no filme “Joanna Francesa”, em 1973. “Soube pela manhã e até agora não estou conseguindo entender. Disse na mesma hora para minha mulher, Renata: o cinema morreu”, contou Cacá, que manteve amizade com Jeanne – eles se falavam por e-mail. Em 2009, quando a atriz foi homenageada pelo Festival do Rio, o cineasta foi seu cicerone na cidade carioca e levou-a até o Vidigal, para conhecer o grupo de atores do Nós do Morro.

Antônio Pitanga, que participou do filme “Joanna Francesa” fazendo o papel de um colunista social, comentou: “Cacá materializou todo o desejo de uma geração de cinéfilos. A gente delirava de entusiasmo com a participação de Jeanne, uma pessoa intelectual, com posições políticas focadas, que fez todos nós bebermos nessa fonte de beleza e qualidade do seu trabalho”. Pitanga sorri quando lembra da cena em que a personagem de Jeanne, dona de um bordel que foi morar com um fazendeiro de engenho em Alagoas, faz o empregado Gismundo de cavalo: “O Eliezer Gomes era enorme, tinha trabalhado no ‘Assalto ao Trem Pagador'”, conta Pitanga sobre a cena, que tem uma carga erótica implícita.

A trilha sonora também foi outro marco, com a belíssima música-título de Chico Buarque cantada pela própria Moreau, com trechos em francês e português, que Jeanne, aliás, ainda segundo Diegues, aprendeu com muita facilidade.

O presidente da França, Emmanuel Macron, lamentou no Twitter e resumiu bem o sentimento dos cinéfilos de todo o mundo: “Lenda do cinema e do teatro, Jeanne Moreau foi uma artista compromissada no turbilhão da vida com um liberdade absoluta”.


Enviado por: Marcia Bahia
31/07/2017 - 16:02

Danuza Leão comenta tatuagem de deputado com o nome de Temer

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

A tatuagem com o nome Temer abaixo da bandeira do Brasil: gesto do deputado Wladimir Costa rende polêmica. Aliás, que camiseta é essa? / Foto: Facebook

Wladimir Costa (SD-PA) tatuou o nome de Michel Temer no ombro direito num tamanho, digamos, chamativo. O deputado vai mostrar a homenagem durante a votação da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) por corrupção contra o presidente nesta quarta-feira (02/08). Wladimir, com o ombro orgulhosamente exaltado, mostrou a tatuagem no último sábado, em Salinas (PA), durante a entrega de 20 caminhões coletores de lixo no município. Ele publicou no Facebook: “Podem falar o que quiserem, não me ofendo, mas eu só digo uma coisa: Eu não sou hipócrita”.

A colunista Danuza Leão comenta: “Acho isso um tal absurdo. Só ouço falar em tatuagem com nome de mãe, de filho ou do amor da sua vida. Suponho ser realmente uma coisa muito séria que existe entre os dois, ou pelo menos do deputado Wladimir Costa em relação ao Temer. Deve ser mesmo um amor eterno. Ninguém faz uma tatuagem dessas pensando em tirar”.


Enviado por: Lu Lacerda
31/07/2017 - 16:01

4ª edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras, nesta segunda (31/07), a partir das 19h no Teatro Rival Petrobras, na Cinelândia, presta homenagem ao ator Antônio Pompêo, que morreu ano passado. A festa terá participação especial de Zezé Mota.

Enviado por: Marcia Bahia
31/07/2017 - 15:01

Citação do dia

“Se aparecer uma mulher que encare minha grelha sem frescuras… eu topo! Porém, se for para ficar de mimimi, aí tem que ir trabalhar em outro lugar e não comigo. Prefiro homens, mesmo”

 

Da chef Ludmilla Soeiro, admitindo que não gosta de trabalhar com mulheres na sua cozinha


Enviado por: Marcia Bahia
31/07/2017 - 14:40

Prêmio Música.RJ: primeiro escolhido é o Bar Semente

/ Foto: Aline Custódio Coimbra

Aline Brufato, empresária dona do Semente, na Lapa: o primeiro espaço cultural de música a ganhar o prêmio da Secretaria Estadual de Cultura do Estado / Foto: Custódio Coimbra

O Bar Semente foi o primeiro escolhido para receber o Prêmio Música.RJ, da Coordenação de Música da Secretaria de Cultura do Estado, comandada por Leo Feijó. Na próxima segunda (07/08), às 19h, o bar da Lapa recebe uma placa por incentivar a música ao vivo, principalmente os artistas que interpretam um repertório autoral. Até o fim de dezembro mais 19 pontos no Estado do Rio também vão receber a mesma homenagem.

O Semente, que comemora 20 anos em 2018, dirigido pela gaúcha Aline Brufato, fez história por ser o palco onde surgiram nomes como Yamandu Costa, Teresa Cristina, Pedro Miranda, Zé Paulo Becker e Marcos Sacramento e ter contribuído para a revitalização da Lapa.

“Estamos estudando as causas dos bares com música ao vivo estarem fechando, não só aqui no Brasil, como no mundo todo, e os meios deles se tornarem sustentáveis”, diz Leo, que vai aproveitar a festa de segunda-feira para gravar depoimentos de gestores de palcos de pequeno e médio porte – como o Beco das Garrafas, Audio Rebel, Duck Walk Pub e Saloon 79 – para um minidocumentário sobre o tema.


Enviado por: Marcia Bahia
31/07/2017 - 13:50

Zona Portuária: galeria de Susi Cantarino é mais uma atração

Foto de:

Há mais de 20 anos, quando ainda nem se pensava, concretamente, no Porto Maravilha, a artista plástica Susi Cantarino passou pelos prédios do Moinho Fluminense e adorou a região. Nesse fim de semana, Susi levou seu escritório de arte Metara para a rua Sacadura Cabral, abrindo o espaço com uma exposição de telas e fotos.

Vizinho ao Moinho Fluminense, o sobrado de três andares, que já serviu de curtume e gráfica, fica próximo da Praça da Harmonia, do AquaRio e do Armazém Utopia e foi restaurado numa obra que durou dois anos, com apoio do Pro-APAC. Muitos amigos foram até lá, num vaivém que começou à tarde e foi até a noite, a certa altura chegou a ter engarrafamento humano na escada.

Para amenizar, teve um lindo som de violino. Foi sabido que o artista Roger Lins estava ali sem cachê; perguntado a razão de se apresentar assim, respondeu algo como: “Pelo prazer!” Oh, crise cruel! Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Marcia Bahia
31/07/2017 - 12:02

Sergio Mattos: 54 anos comemorados com a modelada

paula-la-croix-e-sergio-mattos-2-1

marina-giaretta-gabrielle-cambraia-julie-angel-paula-la-croix-e-alice-brandao

sergio-mattos-e-marlos-cruz

sergio-mattos-e-arturo-de-cordova

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

No alto, Paula La Croix e Sergio Mattos; depois, Marina Giaretta, Gabrielle Cambraia, Julie Angel, Paula La Croix e Alice Brandão; abaixo, Sergio com Marlos Cruz e com Arturo de Cordova; acima, Vivi Zanini e Bob Burnquist / Fotos: Djonatan Abreu e Helmut Norbert Hossmann Jr

No aniversário de Sergio Mattos, festejado, nesse domingo (30/07), no Blankara Dinner Club, na Barra, dizer que só tinha gente jovem e bonita não é força de expressão. Sergio é um dos mais conhecidos agentes de modelos do país, dono da agência 40º Models, e também um dos mais queridos: a modelada o trata com o maior carinho – muitos chegam a chamá-lo de mestre. A noite prosseguiu nesse clima amoroso até altas horas da madrugada. Entre as novas caras do seu time estava Paula La Croix, apontada por muitos como a nova Gisele Bündchen.


Enviado por: Marcia Bahia
30/07/2017 - 19:00

Flip: jantar de Claudia Melli, sob a amendoeira

38f2d245-b1cc-47cf-b1a3-0e7c1fe4cb88

Na primeira foto, Bel Kutner, Claudia Melli, Barbara Paz e Zazá Piereck; na segunda, João do Corujão, Mariana Ximenes e Betina Kopp; na terceira, Bel Kutner e Barbara Paz / Fotos de celular

Na primeira foto, Bel Kutner, Claudia Melli, Barbara Paz e Zzá Piereck; na segunda, João do Corujão, Mariana Ximenes e Betina Kopp; na terceira, Bel Kutner e Barbara Paz / Fotos de celular

Na primeira foto, Bel Kutner, Claudia Melli, Barbara Paz, Cris e Zazá Piereck; na segunda, João do Corujão, Mariana Ximenes e Betina Kopp; na terceira, Bel Kutner e Barbara Paz / Fotos de celular

A Flip, que acaba neste domingo (30/07), cujo homenageado foi Lima Barreto, teve uma baixa este ano. Não estou falando de bons escritores, mesas inteligentes, ótimas conversas (o que teve de sobra), mas sim do príncipe-de-Paraty: primeira vez que isso acontece nesses 15 anos, desde que começou a feira literária. João de Orleans e Bragança está em Cingapura, aonde foi para conhecer o neto João Antonio, de 1 mês, viagem marcada com antecedência, segundo a agenda do bebê. Nome histórico na cidade, acabou sendo personagem forte do evento, com um almoço famoso de boas-vindas aos convidados, o que acabou sendo suspenso desde 2015, quando ofereceu um coquetel, em 2016. Depois parou tudo, atribuindo à força da crise. “Pode mudar muito coisa, mas a ausência de João jamais vai se repetir”, diz a artista plástica Claudia  Melli, sua mulher.

Este ano, Claudia manteve a programação dos passeios de barco e, principalmente, o sarau em volta da fogueira, exatamente em frente à casa deles. Antes, foi organizado um jantar para 30 convidados, sob a amendoeira, com participação artística de alguns poetas: Tavinho Paes, Betina Kopp e João do Corujão.

Muitos ali acharam essa a Flip mais criativa de todas – pela falta de dinheiro, talvez. O show, sempre com grandes cantores, não houve, mas, em lugar disso, entrou a apresentação da Ciranda de Paraty, com sua autenticidade e regionalidade tão fortes entre os cirandeiros. Porém, em contraste à tão falada crise, a programação Off Flip enriqueceu, tanto quanto os méritos do ator Lázaro Ramos (que acaba de lançar o livro “Na minha pele”) e da professora aposentada Diva Guimarães, com a cena mais emocinante.


Enviado por: Lu Lacerda
Página 1 de 3212345102030Última »