18/04/2017 - 19:30

Em Casa, por Marcia Müller: Ikkat ou Ikat

ikat-000

ikat-1

ikat-88

Uma técnica de tecelagem repetitiva muito antiga, presente em várias culturas da Indonésia à pré-colombiana. Esse estampando é marcante e lindo, um grafismo que, mesmo reeditado, tem a marca forte de um artesanato. Eu, pessoalmente adoro.

Não é uma técnica de gráfica, com data de vencimento – há anos o Ikat continua atual. Parte essencial para uma casa ter força e personalidade é usar elementos marcantes com os quais se intensifica. Sentir-se bem em casa é identificar-se com esse espaço. Afinal, um dos valores supremos da nossa cultura contemporânea é ter uma casa que nos represente.

Já saímos há muito tempo da ideia de que a casa tem que estar dentro de algum modismo… Direito alienável do homem é se sentir feliz em casa. Nada como ser feliz em casa… Se felicidade é também o ato de sentir sensações prazerosas, vamos fazer dessa casa um lugar de felicidade!!!

Ver um local lindo e que te represente é uma forma de ser feliz… Não que o Ikat vá transformar a sua vida, nem a sua casa, mas ter um local feliz é um começo para mudança.
O homem contemporâneo está acima da moda, das tendências e cada vez mais dentro do seu lar… Fazer esse local confortável e lindo é essencial!

Mostramos lindos locais com Ikat e, se você gostar, use muito – fica lindo sempre!!!!

ikat-123
ikat-880
ikat-7776
tarja-marcia-e-manu-muller-2017

Enviado por: Redação
18/04/2017 - 19:00

Rodrigo Barbosa: brincadeira do Facebook vira lista de homofobia

Rodrigo Barbosa (com o marido, Gilberto Scofield): lista feita pelo corretor de imóveis para jogo no Facebook, vira itens de homofobia no Rio, considerada cosmopolita / Foto: arquivo Site Lu Lacerda

Rodrigo Barbosa (com o marido, Gilberto Scofield): lista feita pelo corretor de imóveis, para jogo no Facebook, mostra situações de homofobia no Rio, considerada uam cidade cosmopolita / Foto: arquivo Site Lu Lacerda

Aproveitando o “Nove verdades e uma mentira”, que virou uma espécie de jogo no Facebook (para outros, quase uma sessão de terapia), o corretor de imóveis Rodrigo Barbosa apontou situações homofóbicas e atraiu muitos comentários. Rodrigo é casado com o jornalista Gilberto Scofield há 14 anos, com dois filhos adotados. O Rio, chamado de cosmopolita, não passa de uma cidade preconceituosa, segundo passagens da sua vida. Certas atitudes pra ele são inesquecíveis, como a foto de Natal da família, que foi parar ilustrando enquete de um site homofóbico. Nas ruas tem tolerado muita gente balançando a cabeça negativamente, principalmente quando está acompanhado do filho que anda entre os dois de mãos dadas, sem esquecer os ataques online. Segue a lista:
1. O dono de um apartamento já deixou de nos alugar o imóvel porque era para um casal gay.

2. Uma vez tinha excursão da escola e a diretora entrou na sala dizendo que os alunos mais comportados teriam prioridade. Um amiguinho sussurrou no meu ouvido que “viado tinha que ficar de fora”.

3. Eu e Gil fomos deixados de lado numa fila de embarque porque o mocinho da companhia aérea não acreditava que dois homens brancos poderiam ser pai de uma criança preta.

4. Casei com uma mulher por quatro anos e depois separei, e teve gente que achou que vivi uma farsa por quatro anos.

5. Quando digo que também olho para algumas meninas as pessoas duvidam. Acham que sou muito viado pra isso.

6. Voltei na escola depois de adulto para dizer que por conta da homofobia minha infância foi uma merda.

7. Já casado com o Gil, um cliente me perguntou sobre a minha esposa, olhando para a minha aliança, e eu disse que ela estava bem, com medo de perder o negócio.

8. Irritado com um formulário de escola que insistia em ter ‘mãe’ e ‘pai’ no campo de preenchimento, rasurei e escrevi ‘FILIAÇÃO, gente’, em protesto.

9. Jantando sozinho com o Gil num segundo domingo de agosto, uma senhorinha olhou para nós dois e disse, sem hesitar: ‘Feliz Dia dos Pais’, dando nele três tapinhas nas costas. Quando a demonstração de afeto é criticada, nós é que temos que lidar com saia justa. Fiz olhar de filho e sorri de volta.

10. Homofobia não mata.


Enviado por: Lu Lacerda
18/04/2017 - 15:46

Paulo Verlings, de ‘Rock Story’, dirige a peça ‘ELA’ no CCBB

As atrixzes Carolina Pismel, Elisabeth Monteiro e Patrícia Elizardo com o diretor Paulo Verlings / Foto:

As atrizes Carolina Pismel, Elisabeth Monteiro e Patrícia Elizardo, da peça “Ela”, com o diretor Paulo Verlings / Foto: Elisa Mendes

 No ar como Romildo, o bandido atrapalhado da novela “Rock Story”, Paulo Verlings tem uma boa carreira no teatro. Ele fundou, em 2006, a Cia Teatro Independente, com Jô Bilac, que é um autor premiado, Vinicius Arneiro e Carolina Pismel e trabalhou em peças como “Beije minha lápide”, ao lado de Marco Nanini, e “Conselho de Classe”, com a Cia dos Atores.

Dia 4 de maio, ele estreia sua segunda experiência como diretor, a peça “Ela”, no CCBB. O título se refere à esclerose lateral amiotrófica, a doença degenerativa ainda sem cura. O texto foi encomendado à escritora Marcia Zanelatto, que comenta: “Uma doença é algo que nos mostra que o mistério da vida é incontrolável, que nada está garantido em nenhum momento. E, agora? Bem, agora nos resta escolher melhor os problemas que vamos ter e viver cada segundo com a gratidão e o entusiasmo de quem está vivendo o último. Uma receita simples de livro de auto-ajuda como essa pode ser a decisão mais revolucionária que se pode tomar. Pode mudar tudo”.


Enviado por: Marcia Bahia
18/04/2017 - 14:23

Mulheres de lingerie: exposição no Shopping Leblon

No alto, a produtora de moda Bebel Moraes; acima, à esquerda, a nutricionista Cynthia Howlett; ao lado, a jogadora de vôlei Adriana Samuel: modelos por um dia nos salões do Jockey Club / Fotos: Daniel Mattar

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

No alto, a nutricionista Cynthia Howlett, à esquerda, e a jogadora de vôlei Adriana Samuel, à direita; acima, a produtora de moda Bebel Moraes / Fotos: Daniel Mattar

Produtora de moda que trabalha com frequência com o marido, o fotógrafo Daniel Mattar, Bebel Moraes passou para o outro lado das lentes de modo inesperado. Enquanto produzia o ensaio de mulheres de lingerie para a grife Verve, nos salões do Jockey Club, ela foi convidada pelas sócias da marca, Angela Chinelli e Mariana Lima, e tendo um corpo tipo o-espelho-pode-ser-uma-coisa-bem-agradável-quando-estou-nua, topou imediatamente. São 18 mulheres para a exposição que vai ser aberta, nesta quarta (19/04), no segundo piso do Shopping Leblon, e que fica em cartaz até dia 30.

Na mostra estão a produtora cultural Catarina Duncan, a jornalista Regina Martelli, a jogadora de vôlei Adriana Samuel, a nutricionista Cynthia Howlett e a estilista Marta Macedo.


Enviado por: Marcia Bahia
18/04/2017 - 13:16

‘Essa tal liberdade’: pagode ganha clima de balada na voz de Rodrigo Lampreia

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Rodrigo Lampreia está lançando seu primeiro trabalho solo, “Mais Tarde”, pela Sony, com seis músicas / Foto: divulgação

Rodrigo Lampreia  rodou muito pela Europa – num de seus shows no Soho londrino Amy Winehouse fez até uma canja – e já comandou baile de carnaval no Copacabana Palace, mas só agora está lançando seu primeiro EP solo pela Sony, chamado de “Mais Tarde”, que pode ser conhecidos nas plataformas digitais (Spotify, Apple Music, Deezer, Google Play e iTunes)  e no canal VEVO do Lampreia no Youtube: youtube.com/rodrigolampreiavevo .

O álbum tem cinco músicas autorais – uma delas, “Happy Hour”, em parceria com Mosquito e com percussões e cavaco de Pretinho da Serrinha. Essa conexão forte com o samba levou Lampreia a regravar “Essa tal liberdade”, lançada por Alexandre Pires quando ainda fazia parte do grupo Só pra Contrariar, em 1994, e até hoje uma música que faz o público cantar junto. “Fizemos uma versão mais pop desse pagode com uma pegada bem romântica de balada”, conta o cantor, que define o trabalho como “um disco brasileiro, com algumas influências de som internacional, porém com a embalagem da música popular brasileira”. O trabalho começa a ser testado em breve, nas várias festas cariocas onde o músico é convidado constante.

Escute, abaixo, a nova versão de “Essa tal liberdade”:


Enviado por: Marcia Bahia
18/04/2017 - 13:02

O psicanalista Ary Band, a autora Regiana Antonini e o ator Luiz Machado participam de debate, nesta quarta (19/04), às 21h30, depois da sessão de “Nefelibato”, no Candido Mendes, que começa às 20h30.


Enviado por: Marcia Bahia
18/04/2017 - 12:04

Advogado da Lava Jato lança poemas românticos

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Mestieri: criminalista autor de livros sobre Direito Penal e Criminologia lança poemas em coletânea / Foto: reprodução

João Mestieri é advogado de Paulo Roberto Costa, o diretor de abastecimento da Petrobras que fez a primeira delação premiada da Lava Jato. Até agora foram mais de 180 depoimentos, em que foram citados 28 deputados, senadores, ex-parlamentares e ex-ministros. Apesar da pressão de um trabalho dessa natureza, Mestieri encontrou tempo para continuar escrevendo – ele é autor de vários livros sobre Direito Penal e Criminologia – e até se dedicar a um novo gênero. “Poesia numa hora dessas?” perguntaria Luís Fernando Veríssimo, mas é isso mesmo: o criminalista está estreando como autor de versos românticos na coletânea “Poema e Amar”, da editora Fonte de Papel.

Seguem aqui trechos de “A Linda Essência Tua”: “Comparei-te, não faz muito, a uma flor/ Flor em botão, única em sua haste/ Admirando-te as formas, teu corpo sinuoso/ Veio-me forte à mente a imagem de uma rosa/ Uma rosa em botão, botão amável de rosa/ (…) És a representação perfeita do ideal helênico do feminino/ Feita minha mulher pelas graças dos deuses. Merecimento?” O lançamento do livro, com 31 outros autores, vai ser dia 2 de maio, no site da editora.


Enviado por: Marcia Bahia
18/04/2017 - 11:43

Nova fachada no Oi Futuro: mais duas exposições são inauguradas

Foto de:

Como já é costume no Oi Futuro, no Flamengo, as exposições são inauguradas em conjunto e, nessa segunda (17/04), mais duas foram abertas ao público. Cláudia Bakker apresentou “O Jardim do Éden e o Sangue de Górgona em Sobre as potências do Orgânico 1995/2017 ” na fachada do prédio, com mais de 120m² e iluminação especial, podendo ser vista à noite. Já Floriano Romano inaugurou “Mar“, na vitrine externa, e transformou o local em uma parede com sons do oceano. Ambos os trabalhos têm a curadoria de Alberto Saraiva e ficam em cartaz até dia 18 de julho. Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Redação
18/04/2017 - 10:11

IZA faz show gratuito, nesta terça (18/04), às 19h, no FM Hall Estúdios, no primeiro piso do Bossa Nova Mall, com acesso por VLT. A cantora, que começou fazendo covers de Beyoncé, Rihanna e Adele na internet, está com repertório próprio, que tem, entre outras, as músicas “Te pegar” e “Quem sabe sou eu”.


Enviado por: Marcia Bahia
18/04/2017 - 10:09

O Hotel Santa Teresa Rio MGallery by Sofitel faz na terça (25/04), às 18h30, o evento “Memorável Casamento”. Entre os convidados estão grandes nomes como a estilista Carol Hungria, a jornalista Manoela Cesar, os decoradores Daniel Cruz, Eugenia Guerrera e Patrícia Vaks, além das cerimonialistas Manu Gonçalez, Babi Craveiro e Thais de Carvalho Dias. Os participantes serão recebidos no restaurante Térèze, onde vão poder provar  o novo menu de eventos.


Enviado por: Marcia Bahia
Página 1 de 212