05/04/2017 - 19:30

Paris, por Paulo Pereira

Achar um terraço livre no sol, em Paris, é superdifícil, pois todos querem aproveitar a primavera e o verão bebendo com amigos, como se fosse ir à praia no Rio. Pra facilitar a procura e achar um lugar nos cafés, de maneira mais fácil, os parisienses criaram um mapa dos melhores terraços. Uma ótima iniciativa, como se fosse um mapa de metrô indicando todos os terraços disponíveis na cidade. Com esse mapa na mão, você pode ter certeza de encontrar um lugar ao sol na Cidade Luz!

nota-1

————————————————————————————————————————————

Os parisienses preocupam-se sempre em relaxar do estresse da vida cotidiana, e estão sempre procurando endereços para isso. Recentemente, foi inaugurado o primeiro Le Bar a Meditação na cidade, que já é um sucesso. Um local superzen, com pufes e poltronas confortáveis, onde o cliente pode meditar por alguns minutos ou por muito tempo. Tudo é pensado para o conforto e bem-estar: músicas, bebidas e iluminação. Se você se sentir estressado no final da sua próxima viagem a Paris, é só dar uma passada no bar.

Le Bar a Meditação
5, Rue Gaillon – 75002 – Paris

nota-2-foto-1

nota-2-foto-2————————————————————————————————————————————

Para quem gosta de emoções fortes e aventura bizarra, as catacumbas de Paris estão com novos espaços de caveiras e novos corredores. Na verdade, são esqueletos de milhões de parisienses recuperados de cemitérios que fecharam por razão de higiene, nos séculos XVII e XIX, todos instalados sob medida nos subterrâneos de uma parte da cidade. Uma nova exposição está prevista para junho. A Histoire des Squelettes contará a história da sociedade urbana parisiense no antigo regime e a origem de vários esqueletos da época.

Catacombes de Paris
1, Avenue du Colonel Henri Rol-Tanguy, 75014 – Paris

nota-3-foto-1

nota-3-foto-2

nota-3-foto-3————————————————————————————————————————————

O guarda-roupa de cena e pessoal de um dos ícones da canção francesa e da moda, “Dalida“, ganha exposição no Musée de la Mode Palais Galliera, em Paris. Para comemorar os 30 anos da morte da cantora, o diretor do Palais Galliera, Olivier Saillard, e Sandrine Tinturier prestam-lhe homenagem com uma exposição inédita. Dalida tinha um corpo perfeito e foi vestida por grandes nomes da moda parisiense, como Carven, Saint Laurent, Loris Azzaro, Balmain, entre outros. Era um prazer para eles vestirem uma mulher tão linda, iluminada e deslumbrante, que, além disso, tinha uma voz única. A mostra faz uma retrospectiva da vida da cantora através de looks maravilhosos criados para ela em vários momentos de sua carreira. Uma linda e emocionante exposição.

Dalida, Un garde-robe, de la ville à la scène
Até 13 de agosto/17
Palais Galliera
10, Avenue Pierre 1er de Serbie, Rue de Galliera – 75016 – Paris

nota-4-foto-3

nota-4-foto-2

nota-4-foto-1————————————————————————————————————————————

Visite também parisporpaulopereira.com

tarja-paulo-pereira-2017


Enviado por: Redação
05/04/2017 - 19:01

Museu Marítimo: projeto de R$ 50 milhões e inauguração em quatro anos

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

O projeto do Museu Marítimo prevê restaurante, auditório e cafeteria com entradas independentes das áreas de exposição / Foto: divulgação

Se tudo der certo e a iniciativa privada e empresas públicas investirem no Museu Marítimo, orçado em R$ 50 milhões, daqui a quatro anos os cariocas vão ganhar um museu de nível internacional e, também, mais um ponto turístico para fotos. No projeto dos  arquitetos Bernardo e Paulo Jacobsen os visitantes vão chegar a um terraço, através de uma rampa, a 12 metros do mar, onde irão se sentir no convés de um navio, com vista para a Baía de Guanabara, na altura da Cinelândia e da Presidente Vargas.

No lançamento do projeto nesta quarta (05/04), no Espaço Cultural da Marinha, foi explicado pela museóloga Margareth de Moraes e pelo almirante José Carlos Mathias que será um museu mais abrangente que os museus navais, de conteúdo militar, ou os museus oceanográficos, que se restringem à vida biológica dos oceanos e das áreas costeiras. Eventualmente, o Museu Marítimo poderá receber, também, exposições de arte. Que venha 2021!


Enviado por: Marcia Bahia
05/04/2017 - 18:25

Bazar do Coração da dra. Rosa Célia: mais de três mil peças vendidas

luiza-brunet-1

unnamed-1

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

No alto, Luiza Brunet; no centro, Hélio de la Peña, Ana Quintella, Maria Fernanda Candeias e a dra. Rosa Célia; acima, a dra. Rosa Célia entre Beth e Daniel Azulay / Fotos: Crica Richter.

A dra. Rosa Célia Pimentel conseguiu, nessa terça (04/04), um bom resultado no “Bazar do Coração”, no Solar das Palmeiras. Mais de três mil peças de roupas foram vendidas no evento, que vai ter o dinheiro revertido para a ampliação do CTI do hospital Pró Criança Cardíaca, em Botafogo. Luiza Brunet, que doou algumas roupas, também comprou outras; Hélio de la Peña comprou várias rifas do vestido da Maitê Proença; e Daniel Azulay colaborou adquirindo vários livros.


Enviado por: Marcia Bahia
05/04/2017 - 18:02

Camila Morgado aparece com sotaque do interior em comédia rodada em Ribeirão Preto

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Camila Morgado e Murilo Benício são os protagonistas da comédia “Divórcio”, passada em Ribeirão Preto, com estreia em junho / Foto: Guilherme Maia

Camila Morgado vai aparecer com sotaque do interior de São Paulo na comédia romântica “Divórcio”, que estreia dia 22 de junho. O filme foi todo rodado em Ribeirão Preto, São Paulo, sem incentivos da prefeitura ou de qualquer outro investidor local. Segundo o produtor LG Tubaldini Jr, “Ribeirão Preto foi uma escolha muito natural porque a gente tinha uma vontade muito grande de sair do eixo Rio-São Paulo. Grande parte das comédias é feita nesse eixo e a gente queria mudar isso”.

Vai ser a estreia, também, de Murilo Benício como protagonista no cinema, no papel de Júlio, que, casado com Noeli (Camila Morgado), leva uma vida humilde até enriquecer com o molho de tomate criado pelo casal. O dinheiro os distancia e, no processo de divórcio, cada um tenta defender o patrimônio.

O diretor, Pedro Amorim, já assinou outra comédia, “Mato sem cachorro”. Ele é irmão do também diretor Vicente Amorim, com quem já trabalhou como editor em “O Caminho das Nuvens”. Pedro também editou “Olga” para Jayme Monjardim.

O trailer de “Divórcio” já está pronto:


Enviado por: Marcia Bahia
05/04/2017 - 17:30

Walter Salles e Maria Klabin: vida segue no Rio

Walter Salles e Maria Klabin: casal pensou em se mudar para Lisboa, mas por enquanto segue a construção da casa do Jardim Botânico / Foto: Vera Donato - arquivo Site Lu Lacerda

Walter Salles e Maria Klabin: casal pensou em se mudar para Lisboa, mas, por enquanto, segue a construção da casa do Jardim Botânico / Foto: Vera Donato – arquivo Site Lu Lacerda

Walter Salles e Maria Klabin pensaram em se mudar para Lisboa, como muitos têm feito: franceses, italianos e, principalmente, brasileiros, em sua maioria, pelo custo de vida absurdo (o que não é o caso da artista plástica e do cineasta) e pela violência (ambas as situações presentes na vida da maioria dos cariocas). O casal esteve, sim, por uma temporadinha na cidade portuguesa, por ocasião do carnaval, para avaliar as possibilidades; mas a mudança não vai acontecer.  Eles têm filhos de 8 e 10 anos (Helena e Vicente, respectivamente). Por enquanto, segue a construção na casa do alto do Jardim Botânico.


Enviado por: Lu Lacerda
05/04/2017 - 17:01

A Movimento leva obras de Toz, Tinho e Marcela Gontijo para a SP-Arte 2017. Na sexta-feira (07/04), às 16h, a artista Graziela Pinto lança livro sobre sua obra no estande da galeria.


Enviado por: Marcia Bahia
05/04/2017 - 16:01

Tecnóloga em alimentos e formada pelo Institute of Integrative Nutrition, Andrea Bracelis lança nesta quarta (05/04), às 19h, na Livraria da Travessa do Barra Shopping, o livro “Quando as emoções nos adoecem”, pela Editora Novo Século.


Enviado por: Marcia Bahia
05/04/2017 - 15:30

‘Por Trás do Céu’ chegando aos cinemas

Foto de:

“Por Trás do Céu”, com Nathalia Dill e Emilio Orciollo Netto, teve pré-estreia no Rio, nessa terça (04/04), no Espaço Itaú, em Botafogo. Com direção de Caio Sóh, o filme se passa num vilarejo nordestino e conta o drama de Aparecida, personagem de Dill, e seu sonho de ver de perto o que existe além do seu mundo. Mesmo com a agenda lotada com as gravações da novela “Rock Story”, os amigos da atriz foram conhecer o novo trabalho, que estreia em todo o Brasil, nesta quinta (06/04). Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Lu Lacerda
05/04/2017 - 14:45

Sessentões estão furiosos com José Mayer

José Mayer: carta do ator deixa sessentões enlouquecidos nas redes sociais / Foto: Reprodução/Globo

José Mayer: carta do ator deixa sessentões enlouquecidos nas redes sociais / Foto: Reprodução Globo

Ninguém pode se responsabilizar caso o José Mayer dê de cara com um grupo de sessentões por aí, depois que escreveu na carta de pedido de desculpas à figurinista Su Tonani, da TV Globo, assediada por ele. A determinada altura, Mayer se refere ao seu comportamento como se fosse próprio da sua geração. Aqui vai um exemplo, do empresário David Zylbersztajn, que diz: “Não ia entrar nessa conversa sobre o assédio do José Mayer com a figurinista da Globo.

Porém, quando ele escreve: ‘Tristemente, sou, sim, fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas’, me inclua fora dessa conversa de que quem é da minha geração acha estas atitudes normais. Acho nobre o pedido de desculpas, mas esse argumento é desrespeitoso quando generaliza seus atos reprováveis como característica de uma geração.”


Enviado por: Lu Lacerda
05/04/2017 - 13:29

‘Os dias eram assim’: festa tem sacanagem e cajuzinhos

Foto de:

A maioria do elenco de “Os Dias Eram Assim” não tinha nem nascido na década de 70, quando começa a trama de Angela Chaves e Alessandra Poggi da próxima série da Globo, com estreia dia 17, depois da novela das 21h. Por isso, na festa de lançamento, nessa segunda, no CCBB, tudo tinha ar de novidade na exposição montada no centro cultural, com imagens de época, indo até os anos 84.

As comidinhas, então, fizeram sucesso na noite: as inevitáveis “sacanagens” – espetinhos com azeitona, queijo, tomate e salsicha – os ovos de codorna com molho rosê, salpicão de frango, empadinhas e, de sobremesa, cajuzinhos, olhos de sogra, balas Juquinha e pirulitos Dip’n’lik. Evandro Teixeira, fotógrafo que ficou conhecido por ter coberto as principais manifestações estudantis e a repressão militar a elas, foi convidado pelo diretor Carlos Araújo a fazer um ensaio dos sets da série e apareceu no CCBB para levar o resultado em preto e branco, que deixou Sophie Charlotte encantada – seu personagem é uma fotógrafa. A exposição no CCBB, com asas-delta e orelhões que tocam os sucessos dos anos 70 e 80 fica em cartaz até o dia 17. Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Marcia Bahia
Página 1 de 212